Mulheres, aprendam a ser boa de cama com a atriz pornô Stoya

Por: Edu | Em: Mundo Macho | 16 de dezembro de 2011

Como fazer um strip-tease sem parecer ridícula? Qual o segredo de um bom sexo oral? O que mais impressiona um homem na primeira transa? A estrela pornô Stoya, atual musa do cinema erótico, responde a essas e outras perguntas que ajudarão a melhorar — e muito — a performance sexual das mulheres

Como as mulheres casadas podem melhorar sua performance sexual?

Stoya: A base de qualquer relação é a comunicação. Então, primeiro, comunique-se consigo mesma. Seja honesta e assuma do que você gosta, precisa e deseja. Depois, diga isso ao seu marido. Não tenha medo de parecer cafona ou vulgar. Na cama, todo mundo faz coisas bizarras. Todo mundo mesmo. Por isso, assuma suas bizarrices. Numa das últimas vezes em que transei com o meu namorado, ele, empolgado, disse: “Uau, baby, sua vagina é tão muscular!”. Quem diz isso?! Ninguém. Mas, na hora, ele sentiu aquilo, falou e foi excitante. Podemos fingir que somos elegantes e polidos, mas na cama isso não é verdade. Nem eu, que transo profissionalmente, estou sempre linda. Publicaram uma página na internet com as caras bizarras que eu faço quando estou excitada. Chego a pensar: “Meu Deus! Como alguém pode gostar de me ver fazendo sexo?!”. Pareço uma lunática, mas dane-se. Quando as barreiras caem, coisas maravilhosas acontecem.

Como uma solteira pode impressionar no primeiro encontro?

Stoya: Mais do que a roupa certa, o que importa é a abordagem. Ou seja: não apareça com um vestido que mal cobre o bumbum. Homens não gostam de pensar que todo mundo já esteve ali. Gostam de se sentir conquistando. Então, deixe-o pensar que é ele quem dá as cartas e depois o surpreenda. No meio de um jantar, por exemplo, vire-se e diga: “Que tal pularmos a sobremesa e irmos até a minha casa?”.

Como transformar a one night stand numa noite inesquecível?

Stoya: Eis um segredo sobre os homens — que eu espero que eles não leiam: basta tocá-los no pênis que eles ficam felizes. Então, preocupe-se com seu prazer, não com ele. Homens são fáceis e ficam felizes se estão com o pênis duro. Quanto mais duro ficarem, mais vão se lembrar da transa. Não há relação entre transar na primeira noite e receber telefonemas no dia seguinte. A gente é que complica. Por isso, seja em cinco minutos ou em três meses, só transe quando você tiver vontade.

O melhor sexo oral da mulher no homem é…

Stoya: Aquele feito por mulheres que gostam de fazer sexo oral. Parece hippie, mas é verdade. Só sabe fazer um blowjob quem gosta da coisa. Eu adoro e faço bem quando admiro a beleza e a força do pênis que estou chupando. O resto flui naturalmente. Cada pênis e, consequentemente, cada homem gosta de um jeito. Sugar, friccionar e manobrar com a língua são coisas que temos de experimentar com cada novo parceiro. E não se preocupe: se você estiver mandando bem, saberá. Os homens emitem sons muito espontâneos quando sentem prazer. Use todos os seus truques e, se ele fizer “ohhhh”, é porque funcionou. Eu, particularmente, adoro mantê-los à beira no abismo, sem deixá-los gozar na hora que querem. Exemplo: se percebi que ele gosta de carícias nos testículos, deixo isso para o fim. Parto para outras coisas gostosas e, quando ele está quase lá, lanço mão do golpe final.

Qual é o nosso maior erro das mulheres?

Stoya: Quando você é sexualmente promíscua — o que eu sou por causa do meu trabalho —, você percebe que o que um cara gosta o outro pode odiar. A dica é não perder de vista o quanto eles são simples. Durante um boquete, por exemplo, eles não fazem ideia do que acontece lá embaixo. Você pode perguntar: “E aí, gostou quando eu apertei e virei a língua?”. Ele vai dizer: “Ah, você fez isso? Eu sei lá, só achei bom”.

O que vale a pena adotar dos filmes pornôs e o que é melhor não tentar reproduzir em casa?

Stoya: Não tente fazer sexo em cima do fogão. Não é bom, é apenas cênico, e nem eu faço isso em casa. O que vale muito a pena para nós, mulheres, é receber sexo oral. Exija, controle, imponha o ritmo. Ensine seu parceiro a fazer o que você gosta. Outra dica: ande ao máximo de lingerie em casa. Isso aparece muito nos filmes e é muito mais excitante do que a velha camiseta larga. Escolha lingeries elegantes, porém confortáveis, e verá o efeito disso sobre você e sobre ele.

Tamanho é documento?

Stoya: Quando essa pergunta é feita, as pessoas esperam ouvir “quanto maior, melhor”. Mas não é bem assim. Meu namorado, o Matt, é bem dotado, mas é quase grande demais para mim. Assim como os atores que contracenam comigo. Pênis grandes demais podem machucar, e machucam. Tenho cistos nos ovários e Matt, uma vez, numa transa muito selvagem, estourou um deles. Foi a pior dor que eu já senti, mas nem por isso vou dizer que prefiro os pênis pequenos. Gosto mesmo dos grandes, mas eles requerem cuidados. Agora, nesse fascinante jogo de Tetris que é o sexo, há mulheres “feitas” para encaixar bem em pênis enormes e outras que se dão melhor com os menores. No set, eu relaxo e me divirto com aquela grandiosidade toda, mas, na vida real, não jogaria meu corpo na direção desses pênis gigantescos. Na verdade, tenho pena dos superdotados. Deve ser horrível passar a vida tendo de ser cuidadoso na hora do sexo.

Do que os homens sentem mais falta na cama?

Stoya: Acho que eles sentem falta de desinibição. As mulheres entram no quarto e ainda querem ser ladies. Apagam as luzes porque acham que o bumbum vai sacudir e a celulite, gritar. E é justamente isso que eles querem, meninas: mulheres de verdade, com todos os seus defeitos e qualidades. Acreditem, eles não querem uma atriz pornô, eles querem você, do jeito que você é. E, olha, mesmo em mim, tudo balança, viu? Agora, com os filmes de alta qualidade, dá para ver que eu tenho várias imperfeições sob a maquiagem, irritações na pele deixadas pela gilete, celulite, e nem por isso sou menos excitante. Crescemos com um ideal de beleza feminina que é impossível atingir. Nunca deixe de lembrar que nem nós, porn stars, acordamos com os lábios carnudos e cílios enormes. Meu cabelo gruda na cabeça quando acordo e eu me sinto uma das pessoas mais feias do mundo. Mas meu namorado adora tudo isso.

Como ter mais prazer com o sexo anal?

Stoya: Sexo anal dói e, para ser bom para a mulher, depende muito do jeitinho do cara que está envolvido. Além de lubrificar bem a região anal, com saliva ou lubrificante, é preciso deixar os homens parados, evitar que eles mandem no movimento. Porque, se eles acharem que o legal é empurrar o pênis para dentro de você, acabou a brincadeira. Deite-se de lado na cama, de costas para ele. E lembre-se de manter as pernas relaxadas. Senão, os músculos dos seus genitais se apertam e dificultam a penetração.

Como fazer um strip-tease sem parecer ridícula?

Stoya: Não leve o strip muito a sério. Ninguém além de Dita Von Teese é Dita Von Teese. Você pode até aprender a tirar a meia sem cair — aliás, uma boa dica é tirá-la sentada, deixando a mão percorrer pelas pernas cruzadas, e, assim, tampando a barriguinha. Mas, para fazer um strip-tease perfeito, é preciso ensaiar milhares de vezes e gastar com produção, luzes, lingerie… Então, acho que o mais importante é saber que, mesmo que você tenha uns quilinhos a mais, ainda assim será melhor do que a Dita Von Teese, que ele não pode tocar. No fundo, os homens têm medo de mulheres como ela. Não querem a perfeição, querem o real. Nossos defeitos é que fazem com que eles nos queiram.

Fonte

Deixe seu comentário