ressaca
Está chegando um novo tipo de álcool, que tem os mesmos efeitos do álcool tradicional, mas que não vai te deixar com ressaca depois, trata-se do Alcosynth, uma espécie de álcool sintético. A novidade é fruto da criação de David Nutt, professor de medicina do Imperial College de Londres. A ideia é que a invenção cause cause os mesmos efeitos “sociais” da bebida, a boa e velha embriaguez, porém, o composto sintético não provoca os mesmos sintomas no corpo, como a ressaca, dores de cabeça e enjoo.

David Nutt, que já criou mais de 90 alcoóis sintéticos, aposta em em dois compostos específicos, que são mais parecidos com a bebida natural. Ele pretende testar os drinks em laboratório e certificar-se de que a bebida não cause mal para as pessoas. Para Nutt, em 2050 o alcosynth poderá substituir de vez o álcool normal em todo o mundo.

Imitação do bem

“Minhas bebidas sintéticas vão muito bem em mojitos, por exemplo. Um deles tem um sabor levemente amargo e o outro é essencialmente sem gosto”, disse Nutt ao jornal The Independent. “Você vai ter o prazer do álcool, sem causar danos ao fígado e ao coração.” Os efeitos do álcool no corpo já foram bem estudados, e é graças a esse conhecimento que se tornou possível desenvolver uma bebida que imite seus efeitos agradáveis – e dispense os incômodos. “Sabemos em que partes do cérebro são trabalhados os efeitos bons do álcool e conseguimos replicá-los. Aí é só evitar as áreas ruins, que evitamos também os efeitos indesejados”, diz Nutt.

Uma das esperanças é que o alcosynth ajude a diminuir os gastos públicos provocados pelo álcool, como por exemplo o tratamento de viciados. A bebida sintética deve também agradar ao mercado, que vai poder vender uma versão não prejudicial de destilados.

No Youtube você também pode encontrar vídeos de Nutt falando sobre drogas, no documentário “As verdades sobre as drogas“.

Via: Belfast Telegraph

568