//Notícias

  • A onda do momento é a selfie com absorvente

    Por: Edu | Em: Notícias, Sexo | 16 de junho de 2015

    absorvente
    Uma nova campanha lançada para quebrar o tabu da menstruação propõe algo um tanto quanto inusitado: postar selfie com absorvente interno. Isso mesmo! A ideia da campanha #JustATampon (#SóUmAbsorvente) já está viralizando e tem vários internautas e celebridades participando.

  • Segundo pesquisa, computador no trabalho e inverno estimulam a traição

    Por: Edu | Em: Notícias, Sexo | 16 de junho de 2015

    traicao
    O frio do inverno e os e-mails profissionais são duas desculpas para que aqueles que estão mais propícios à infidelidade. É o que demonstra uma pesquisa do AshleyMadison.com – o maior site de encontros de pessoas comprometidas do planeta. Segundo ela, aquela pulga atrás da orelha quando o companheiro dá uma esticada no trabalho pode ter mesmo razão de ser. E, agora no inverno, a situação tende a ficar ainda mais intensa, pois os computadores da firma parecem ser os melhores cúmplices para os “puladores de cerca”.

    Os números da pesquisa mostram que, no inverno (especialmente em cidades turísticas) aumenta a preferência dos usuários por buscar casos a partir de computadores no trabalho. Isso fica evidente nos dados dos últimos três anos. Em 2012 o aumento entre junho e agosto foi de 51%, já em 2013, de 64%. No ano passado, 74% a mais de infiéis usaram o horário do expediente para procurar um “affair de inverno”.

    Outro aspecto da pesquisa, feita exclusivamente com membros brasileiros do portal, demonstra que entre 41,2% dos homens e 36,7% das mulheres usam a labuta como desculpa para um encontro. Foram ouvidos 8.397 brasileiros com idade entre 30 e 55 anos. Será que a explicação é nossa tendência natural de nos dias mais cinzas permanecermos em ambientes fechados?

    — À medida que o inverno se aproxima as pessoas mudam o olhar e começam a procurar parceiros menos distantes. Já que a prioridade está na proximidade com o local de serviço ou de casa, não surpreende esse uso dos equipamentos de trabalho. A prática ainda funciona como um excelente disfarce. Quem irá duvidar do funcionário aplicado em pleno inverno? — comenta Noel Biderman, CEO e fundador do AshleyMadison.com.

    O site possui mais de 35 milhões de cadastrados em 46 países, inclusive no Brasil – em que há mais de três milhões de usuários.

    Para sexóloga e consultora do portal, Márcia Mathias, o ‘X’ da questão é a astúcia. Quando as pessoas que desejam pular a cerca passam mais tempo trabalhando tendem a saciar seus desejos por ali mesmo.

    — Muita gente usa smartphones para jogos, e isto é mal visto, inclusive pela equipe. Na tela do computador fica mais fácil disfarçar, já que, na maioria das vezes, não há como saber se a pessoa está realmente trabalhando — esclarece a especialista.

    Conheça o Ashley Madison

  • PornHub quer produzir um vídeo pornô no espaço

    Por: Edu | Em: Notícias | 13 de junho de 2015

    PORN
    O site de vídeo pornô PornHub lançou um projeto de crowdfunding para fazer uma fita de sexo no espaço. segundo o “The Next web”, a empresa pretende levantar US$ 3,4 milhões no Indiegogo para implementar seu plano e está prometendo brindes “de outro mundo”, que não incluem viagens espaciais. Se a campanha atingir sua meta, o filme começará a ser rodado no final do próximo ano.

    Quem quiser uma cópia da película resultante, terá que contribuir com pelo menos US$ 25, que corresponde à participação “Neptune”. Por US$ 500, a categoria “Titan”, o usuário pode gravar um miniáudio que aparecerá na seção de erros de gravação do filme, ou por US$ 1.000 (Mars) poderá ter um bate papo telefônico com a atriz ou com o ator do filme. A contribuição mais onerosa é de US$ 150.000, que dará ao participante um dos trajes espaciais usados na filmagem, devidamente higienizado, espera-se. O nome desta participação máxima é “Uranus”, um indelicado trocadilho em língua inglesa.

    Leia mais no Indiegogo

  • Poligamia é cada vez mais popular nos Estados Unidos

    Por: Edu | Em: Notícias | 12 de junho de 2015

    poligamia
    Um homem e seu harém. Nos EUA, a ideia não é tão absurda quanto parece. Enquanto em 2001 apenas 7% dos americanos viam a prática da poligamia como algo “moralmente aceitável”, agora 16% considera que é favorável, de acordo com uma pesquisa feita pelo instituto Gallup.

    Apesar de o percentual ainda dizer respeito a uma minoria, há de se considerar que, entre os 19 “tabus” abordados pelo estudo, a questão da poligamia foi a que experimentou a maior mudança no sentido de aceitação. Em seguida, vêm as relações homossexuais, ter uma criança fora do casamento, divórcio e pesquisas médicas em células-tronco obtidas de embriões humanos. Atualmente, nos EUA, é ainda mais aceitável ser polígamo do que manter casos extraconjugais (que apenas 8% dos americanos consideram moralmente permissível).

    A cultura pop pode ter contribuído para democratizar a poligamia, que virou tema da série “Big Love”, da HBO, e de dois reality shows, “My Five Wives” e “Sister Wives”. Mas, segundo o jornal francês “Figaro”, há quem atribua esse desenvolvimento a “uma visão libertária, um laissez-faire dos jovens americanos em relação a sexo, casamento e vida familiar” enquanto outros veem um “colapso de valores” ou uma consequência do lobby LGBT.

    A origem desta mudança, no entanto, pode ser mais complexa porque a prática polígama tem várias influências, diz Samantha Allen, jornalista do site “Daily Beast”. Segundo ela, os polígamos nos EUA estariam entre 50 e 100 mil pessoas, a maioria mórmons fundamentalistas e muçulmanos, sendo que a maioria é polígama (um homem com várias mulheres) e não poliândrico (uma mulher com vários homens).

    Alguns observadores já preveem a legalização – ela será reconhecida “em 2040, em meio à indiferença geral”, disse o colunista Ross Douthat, em um artigo do New York Times -, mas ainda há um caminho a ser percorrido. Até porque a prática continua muito associada a problemas como violência doméstica, crimes, doenças mentais e estupro. Há, portanto, pouco risco de ver tão cedo uma multiplicação de famílias com um homem e várias mulheres – e vice-versa – que vivem sob o mesmo teto.

    Fonte: O Globo

  • Homens devem namorar mulheres mais jovens diz estudo

    Por: Edu | Em: Notícias | 11 de junho de 2015

    namoro
    Segundo o estudo o segredo para um casamento feliz é escolher uma esposa que seja mais esperta do que você e pelo menos cinco anos mais jovem. Conhecendo mais de mil casais que começaram um relacionamento sério há, pelo menos, cinco anos e ainda estão juntos, o grupo concluiu que, para que o relacionamento dê certo, a mulher precisa ser mais jovem e ter recebido uma educação mais qualificada que a do homem.

    O trabalho acadêmico ressalta que “mulheres escolhem companheiros baseadas no amor, atração física, gostos semelhantes, crenças, atitudes e valores compartilhados.” No entanto, “fatores objetivos”, como idade, educação e origens culturais podem colaborar para evitar um divórcio. O estudo foi publicado no European Journal of Operational Research e divulgado no site da BBC .

    A pesquisa, liderada pelo Dr Emmanuel Fragniere, da Universidade de Bath, utilizou o casal Beyoncé e Jay Z como modelo de comprovação. No caso, a estrela pop tem 33 anos, enquanto o rapper tem 44. Beyoncé também teve um ensino mais qualificado que o marido, que deixou a escola ainda no ensino médio.

    A pequisa ainda mostrou que casais em que um membro tenha passado por um divórcio no passado são menos estáveis ​​do que aqueles em que ambos os membros são divorciados.

    Fonte: Telegraph

  • Apresentadoras ficam nuas para apoiar a Venezuela na Copa América

    Por: Edu | Em: Notícias | 10 de junho de 2015

    apresentadoras
    Mesmo que a Venezuela não tenha grandes pretensões na Copa América, o time recebeu um grande apoio para a competição que será realizada no Chile. Para apoiar a seleção, um grupo de apresentadoras de um programa de televisão local chamado Desnudando a Notícia, literalmente tirou a roupa.

    – Nós adoramos os nossos gladiadores e como eles deixam a pele em campo. Nós tomamos a decisão de mostrar a nossa por eles – explicaram.

    E elas vão além: sempre que a Venezuela passar de fase, a promessa é de nu coletivo.

  • Quase metade das mulheres pensa em outro durante o sexo

    Por: Edu | Em: Notícias, Sexo | 07 de junho de 2015

     

    cheating-woman-main
    Você pode gostar de pensar que quando você está na cama, o seu parceiro só tem olhos para você, mas infelizmente parece que pode não ser o caso. De acordo com um recente estudo, 46% das mulheres e 42% dos homens admitiram já ter fantasiado sobre outra pessoa, enquanto na cama com seu parceiro.

    E quando se trata de fantasias das mulheres, elas estão mais propensas a pensar em um colega de trabalho.Sim, é verdade homens, as mulheres são mais propensas a fantasiar sobre outra pessoa, especialmente alguém com quem trabalham.

    E o estudo de 1.300 pessoas, que foi realizado pelo vendedor de brinquedos de sexo LoveHoney, encontrou que essas fantasias muitas vezes acabam por ser concretizadas, com 8 por cento das mulheres e 2 por cento dos homens a admitirem que realmente já se deitaram com seu chefe.

    Fonte: O Globo

  • Mulher pega 2 semanas de cadeia por fazer muito barulho durante sexo

    Por: Edu | Em: Notícias, Sexo | 07 de junho de 2015

    muhhwe
    Uma mulher na cidade de Birmingham, na Inglaterra, vai ficar presa por duas semanas por ter gritado tão alto durante o sexo que incomodou os vizinhos. Gemma Wale tornou-se alvo de uma “ordem de comportamento antissocial” proibindo-a de incomodar seus vizinhos depois que eles reclamaram à Câmara de Birmingham de que ela estaria passando no nível dos decibéis em seu apartamento.

    A mulher, cuja idade não foi divulgada, teria supostamente brigado alto demais com seu namorado, de acordo com a BBC. Foi então que os vizinhos relataram que, em 29 de janeiro, Wale teve relações sexuais incrivelmente altas no início da manhã, violando assim a ordem. Putz!

    “Gemma começou a gritar e ao mesmo tempo ter relações sexuais, o que nos acordou”, disse um vizinho em uma audiência em maio. “Isso durou 10 minutos.” A juíza Emma Kelly determinou que Wale tinha violado a ordem, que também a proibia de tocar música alta, gritar, xingar e bater portas, segundo o jornal “The Guardian”.

    Esta não é a primeira vez que sexo barulhento acaba em problemas legais. No ano passado, uma mulher não identificada em um voo da Virgin Airlines para Las Vegas foi contida e, mais tarde, questionada por autoridades quando a tripulação do avião flagrou-a com outro passageiro no banheiro. Fazendo o quê fica por conta da sua imaginação, caro internauta!

    Fonte: The Mirror