Kirk Cousins Minnesota Vikings

Esse bebê nem vai ligar para a roupa ridícula quando tiver idade para saber do contrato do pai

Por Bruno Bataglin

O mercado da NFL (a popular free agency) começou no último mês de março e, agora, com quase um mês de agitação, todos os jogadores mais badalados já encontraram seus novos empregadores. E foi de tirar o fôlego.

Conhecendo todo esse furor, que já acompanho de perto há vários anos, optei por bolar uma lista com as contratações que mais chamaram a atenção no mercado da bola oval.

Eu, como editor de NFL do Quinto Quarto, escolhi cinco nomes a dedo que me marcaram mais neste mercado. Porém, sintam-se livres para discordar, criticar, elogiar, me xingar ou até mesmo mandar nudes me parabenizando por este trabalho (ok, não vamos tão longe assim).

Sem mais enrolação, vamos ao top 5 do mercado da NFL na minha mais singela opinião.

Kirk Cousins – QB – Minnesota Vikings

Indiscutivelmente o maior nome do mercado da NFL neste ano de 2018. Tanto que eu não aguentava mais escrever o nome deste rapaz dia após dia para a editoria de NFL do Quinto Quarto e nem falar seu nome durante nosso podcast Quinto Quarto Expresso.

Após seis temporadas no Washington Redskins, sendo as últimas três como titular e jogando em alto nível, Cousins não recebeu o contrato de longa duração que queria nos Redskins e ficou livre na free agency em 2018. Mais cobiçado que mulher linda na balada, ele fez história ao fechar um contrato completamente garantido US$ 84 milhões por três anos com o Minnesota Vikings. Tal contrato com 100% de dinheiro garantido na liga é sem precedentes.

Agora, ele chega para ser o cara do ataque dos Vikings, que perderam todos seus três principais QBs de 2017 no mercado, e chega cercado de altíssimas expectativas. E, a meu ver, apesar de todo o hype, Cousins tem tudo para levar a franquia de Minneapolis muito longe.

Em 62 jogos de temporadas regulares na carreira até agora, o quarterback de 29 anos de idade completou 65,5% de seus passes para 16.206 jardas, 99 touchdowns e 55 interceptações. Ele também correu para 379 jardas e 13 TDs.

Richard Sherman – CB – San Francisco 49ers

Melhor cornerback da NFL desde que entrou na liga, em 2011, quando foi selecionado na quinta rodada do draft, Richard Sherman foi cortado pelo Seattle Seahawks e o San Francisco 49ers, rival de divisão dos Seahawks, não desperdiçou a oportunidade de trazer o falastrão defensive back.

Sherman fechou um contrato de três anos, com valor de US$ 39 milhões com os Niners, e chega para melhorar consideravelmente a secundária da franquia californiana. Ele vem de lesão grave no tendão de Aquiles sofrida em 2017, mas parece ainda ter lenha para queimar.

Em 105 jogos de temporada regular na carreira até agora, todos com a camisa dos Seahawks, Sherman soma 32 interceptações (duas retornadas para touchdown), 99 passes desviados, 367 tackles combinados e cinco fumbles forçados na NFL.

Tyrann Mathieu Cardinals Texans

Tyrann Mathieu – S – Houston Texans

Também conhecido como ‘texugo-do mel’ (honey badger, em inglês), Tyrann Mathieu foi por muito tempo um dos jogadores defensivos mais versáteis da liga. Selecionado pelo Arizona Cardinals na terceira rodada do draft de 2013, ele só atuou com a camisa dos Cards até agora. O safety foi dispensado pela franquia de Glendale nesta offseason, por motivos de teto salarial, e o Houston Texans não desperdiçou a chance de trazer o talentoso defensive back sob contrato de um ano, US$ 7 milhões.

Mathieu sofreu muito com lesões em sua carreira até agora, mas sem dúvidas é um jogador de extrema intensidade, podendo jogar como safety, como slot cornerback e até mesmo posicionar como linebacker para borrar as calças apertadas do QB em um dado momento do jogo.

Em 66 jogos de temporadas regulares na NFL até o momento, Tyrann Mathieu somou 11 interceptações (uma retornada para touchdown), 41 passes desviados, 307 tackles combinados e quatro fumbles forçados, além de quatro sacks.

Ndamukong Suh – DT – Los Angeles Rams

Esse aqui até foi protagonista de uma pequena novela. Dispensado pelo Miami Dolphins, anos depois de assinar um contrato gigantesco com a franquia da Flórida, Ndamukong Suh foi cobiçado por times como Tennessee Titans, New Orleans Saints, New York Jets e Oakland Raiders. Mas ele acabou optando por um contrato de um ano, U$ 14 milhões, com o Los Angeles Rams. Na franquia californiana, ele terá a chance de fazer par com o temido Aaron Donald, melhor jogador de interior de linha defensiva da liga na atualidade.

Suh já chegou aos 31 anos de idade e pode não ser o mesmo monstro na linha que era em sua época de Detroit Lions, mas ele ainda claramente tem uns bons anos pela frente. Sua passagem pelos Dolphins não foi de encher os olhos, mas também esteve longe de ser decepcionante.

Em 126 jogos de temporada regular na carreira, Suh soma 419 tackles combinados, 51,5 sacks, quatro fumbles forçados e até mesmo uma interceptação, além de 28 passes desviados.

 

Andrew Norwell Jaguars

Andrew Norwell – G – Jacksonville Jaguars

Aqui resolvi sair do óbvio. Quem acompanha futebol americano de perto sabe a importância de ter uma linha ofensiva sólida e o Jacksonville Jaguars praticamente assegurou que o setor será ótimo trazendo ninguém menos que o melhor offensive lineman à disposição no mercado da NFL nesta janela.

Norwell assinou um contrato de cinco anos, com valor de US$ 66,5 milhões (US$ 30 milhões garantidos) com os Jags e, se depender do nível mostrado desde que ele entrou na NFL, ele fará valer cada centavo que Jacksonville investiu.

O guard de 26 anos de idade entrou na liga em 2014, como agente livre não draftado contratado pelo Carolina Panthers, e defendeu a franquia da Carolina do Norte em suas primeiras quatro temporadas na NFL. Ele soma 55 jogos de temporadas regulares como profissional, sendo 54 como titular, e tem chance de ser um left guard monstruoso nos Jaguars, podendo até atuar como left tackle em situações emergenciais.