O futebol e o mundo ouvem falar de Diego Armando Maradona desde o final da década de 70. E desde então suas declarações sobre qualquer tipo de assunto causam algum impacto.

(Divulgação / diegomaradonagroup.com)

Figura controversa e genial, o “Pibe” sempre fugiu do estereótipo de bom-moço do esporte. Assim, colecionou inimigos e fãs na mesma proporção.

A mais recente do eterno craque foi endereçada a Daniel Alves. Na verdade, foi uma resposta providencial. O brasileiro alfinetou o ex-camisa 10 dizendo que ele era exeplo servia de exemplo por celebrar um gol de mão numa Copa do Mundo. Maradona não deixou por menos e cravou que o lateral é um “idiota”.

Inspirados pela língua nervosa de Maradona, resolvemos listar as suas dez frases mais épicas ao longo dos últimos anos.

Divirta-se!

“Só houve um Pelé. Os demais vieram em seguida”. Em 1986, pouco antes de ganhar “sozinho” a Copa do México.

“Vou te contar um segredo, Shilton: foi com a mão”. Em 1998, confirmando para ex-goleiro inglês Peter Shilton o que ninguém desconfiava: o primeiro gol argentino contra a Inglaterra na Copa de 1986 foi com a mão.

“Eu cresci em um bairro privado de Buenos Aires. Privado de luz, água e telefone”. Em 2004, ao falar sobre sua infância pobre na periferia de Buenos Aires.

“Na próxima audiência da minha filha vou  estar aí (na Argentina). Estou com a cabeça quente porque ele é um cagão”. Em 2013, referindo-se a Agüero, que se separava de forma litigiosa com sua filha Gianinna.

“Aos que não acreditavam nessa equipe, com perdão às damas, que chupem. E sigam chupando!”. Em 2009, quando ainda técnico da seleção argentina comemorava a classificação para a Copa de 2010.

“Messi é um grande jogador, mas creio que fui melhor”. Em 2013, ao falar sobre as chances do craque do Barcelona conduzir a seleção do seu país ao titulo mundial no Brasil, um ano depois.

“Verón na seleção tem mais faltas que a Gianinna no colégio”. Em 2000, comparando de forma irônica as faltas de uma de suas filhas no colégio com as seguidas ausências de Verón por conta de lesão.

“Não sou contra os homossexuais. É bom que eles existam, porque desta maneira deixam mais mulheres livres para os machos de verdade”. Em 1987. Nada a declarar.

“É evidente que tenho linha direta com o ‘Barba'”. Em 1997, falando sobre sua suposta conexão com Deus.

“A página de João Havelange na internet seria ladrao.com”. Em 2000, ao criticar a atuação pra lá de obscura do brasileiro na presidência da Fifa.