Descubra o que as garotas do Testosterona CAM estão fazendo agora - 24 horas online

Você já sabe daquela modalidade de MMA em que as mulheres lutam usando apenas lingerie, certo? A gente fala dela aqui de vez em quando. Só que, o que parecia coisa de maluco e sonho distante está mais próximo da realidade do que você imagina. O LFC (Lingerie Fighting Championships), bastante difundido nos Estados Unidos, anunciou que assinou um acordo televisivo com a Globosat para transmitir seus eventos no Brasil ainda este ano.

“Estamos muito entusiasmados por fazermos essa parceria com a Globosat”, disse o criador e presidente Shaun Donnelly, adiantando também que deverá fazer eventos do sensual MMA feminino em território brasileiro, assim como acontece com o famoso UFC (Ultimate Fighting Championship).

Como funciona

Os combates, com duração de três rounds, valem cinturão (rosa). Mas engana-se quem pensa que as atletas são escolhidas apenas pela beleza, como garante Donnelly. “Ao contrário do que algumas pessoas pensam, não escalamos as garotas baseadas apenas na aparência. Cada uma delas tem um forte background atlético”.

A competição é uma mistura de MMA com WWE (lutas combinadas), ou seja, as garotas atuam como no wrestling, mas realmente vão para o duelo corpo a corpo e os resultados não são decididos antecipadamente.

 

Sucesso indiscutível

De acordo com os organizadores, as lutas já foram vistas por quase 7 milhões de pessoas desde 2013, ano de sua criação. “O Brasil é conhecido por seus muitos fãs de MMA, além de ter grandes lutadores e mulheres bonitas. É um grande e potencial parceiro para o LFC”, finalizou Shaun Donnelly.

Descubra o que as garotas do Testosterona CAM estão fazendo agora - 24 horas online