Descubra o que as garotas do Testosterona CAM estão fazendo agora - 24 horas online

A bola estrelada ainda não começou a rolar, mas dá pra dizer que a Liga dos Campeões 2017/2018 teve seu pontapé inicial nesta quinta-feira, com o sorteio da fase de grupos.

Nas próximas linhas, analisaremos todas as chaves, cravando quem avança e quem se consola com uma vaga na Liga Europa.

Ah, só lembrando que se trata de um exercício de imaginação, levando em conta a força de cada time e todas as peculiaridades que cercam um torneio desse porte. Portanto, não leve as previsões a seguir tãããão a sério.

Grupo A

Manchester United-ING
Benfica-POR
CSKA-RUS
Basel-SUI

Palpitão: De volta à Liga dos Campeões, o United não tem qualquer pudor em assumir o protagonismo. Com o elenco mais caro do mundo e um leque de opções ofensivas de fazer inveja a qualquer outro gigante europeu, os Red Devils devem fechar a primeira fase com 100% de aproveitamento. A segunda vaga fica com o Benfica, que usará as duas partidas ante o United para medir até onde pode chegar. CSKA vai pra Liga Europa em disputa acirrada com o Basel.

Grupo B

Bayern de Munique-ALE
PSG-FRA
Celtic-ESC
Anderlecht-BEL

Palpitão: Aqui a disputa pela cabeceira da chave será uma briga de foice. O Bayern segue poderoso e ainda ganhou James Rodríguez. Já o PSG vive encantamento com a chegada de Neymar, responsável por colocar o time da capital francesa alguns degraus acima na cotação geral. Mas nessa disputa particular, o Bayern deve levar vantagem, ainda que mínima. Com um time mais leve, contrariando as raízes escocesas, o Celtic garante a Liga Europa.

Neymar jogará a sua quinta Liga dos Campeões, a primeira sem a camisa do Barça (Divulgação-PSG)

Grupo C

Chelsea-ING
Atlético de Madri-ESP
Roma-ITA
Qarabag-AZE

Palpitão: É pouca vaga pra tanto time bom. Campeão inglês na última temporada, o Chelsea vai vender caro qualquer jogo, contra qualquer rival. É um time duro de bater, forte defensivamente e letal no contra-ataque. Assim, avançará como líder com pouca margem para o Atlético de Madri. Ainda que seja um dos quatro melhores times italianos do momento, a Roma tem menos repertório que os dois rivais. A ela, restará a Liga Europa.

Grupo D

Juventus-ITA
Barcelona-ESP
Sporting-POR
Olympiakos-GRE

Palpitão: Finalistas da Champions há três anos, Juve e Barça dependerão muito do saldo de gols nos jogos diante de Sporting e Olympiakos para definir o ponteiro da chave. Ambos seguem fortes e favoritos ao caneco, mas sofrem com baixas. A Juve procura no mercado um substituto para Bonucci, enquanto o Barça parece desconcertado sem Neymar. Para o terceiro posto, um palpite ousado: dá Olympiakos!

Grupo E

Spartak-RUS
Sevilla-ESP
Liverpool-ING
Maribor-ESL

Palpitão: A sorte do Liverpool depende consideravelmente da presença ou não de Coutinho. Com ele, o pentacampeão europeu tem grandes chances de fechar a primeira fase na ponta. Sem, é muito provável que o “copeiro” Sevilla avance na dianteira. Para não ficar em cima do muro, vou de Liverpool na frente. A vaga na Liga Europa fica com o Spartak.

Presença de Philippe Coutinho no Liverpool ainda é incerta (Divulgação-Liverpool)

Grupo F

Shakhtar Donetsk-UCR
Manchester City-ING
Napoli-ITA
Feyenoord-HOL

Palpitão: É chegada a hora de o Manchester City beliscar uma inédita final da Champions? Na minha humilde opinião, não. Ainda. Mas o lado azul de Manchester tem bola e técnico para avançar com campanha irrepreensível. A “pedra no sapato”dos ingleses é o Napoli, um dos times de futebol mais envolvente da Europa. Ganhar em Nápoles é tarefa árdua, mas isso não impedirá o City de levar a melhor na chave. A fase do Shakhtar já não é mais a mesma dos tempos de Douglas Costa, Willian e Lucescu. Isso vai facilitar a vida do campeão holandês Feyenoord, que se contenta com o terceiro lugar.

Grupo G

Monaco-FRA
Porto-POR
Besiktas-TUR
RB Leipzig-ALE

Palpitão: Não é de hoje que o Monaco vem jogando o fino da bola. Dificilmente conseguirá repetir a semifinal da última temporada, mas não dá pra duvidar da capacidade de um time que tem Falcao, Mbappé e Lemar. O Porto tem um dos elencos mais modestos de sua história recente, mas o peso da camisa e do Estádio do Dragão beneficiarão os portugueses. Quadrifinalista da última Liga Europa e cheio de “medalhões” – Pepe e Medel foram contratados -, o Besiktas garante a terceira posição.

Grupo H

Real Madrid-ESP
Borussia Dortmund-ALE
Tottenham-ING
Apoel-CHP

Palpitão: Bons testes não faltarão para o atual bicampeão continental Real Madrid. O Borussia Dotmund encarou os merengues nas últimas edições da Champions e sempre fez jogo duro. Já o Tottenham ganhou uma nova cara sob o comando de Mauricio Pochettino, com toque de bola mais refinado e transição rápida da defesa para o ataque. Mas nada disso será capaz de fazer do Real o líder da chave, muito provavelmente com 100% de aproveitamento. A vice-liderança fica com o Dortmund, seguido do Tottenham.