Testosterona Corp.

O tempo passa, o tempo voa. Há 15 anos, exatamente um 15 de maio, Zidane anotava o mais belo gol numa final de Liga dos Campeões.

Jogavam Real Madrid e Bayer Leverkusen no Hampden Park, em Glasgow. Logo aos 8 minutos da primeira etapa, Raúl desviou de Butt e abriu o placar. O Leverkusen, à época um timaço, empatou aos 13, com o brasileiro Lúcio.

Faltava um toque de gênio para desequilibrar o jogo. E ele veio aos 45 minutos, num lance que tinha tudo para não dar nada. Não fosse a aparição providencial de Zidane.

Acuado na linha de fundo, Roberto Carlos dá um “balão” pra área sem endereço. O que toda a defesa do Leverkusen não esperava é que a redonda fosse cair no pé esquerdo – o ruim! – de Zizou, que emendou um lindo voleio no angulo. O Real faturava, assim, a sua nona “orelhuda”.

Relembre o golaço de Zidane: