Se você acha que futebol americano aqui no Brasil é só o show no intervalo do Super Bowl, volte duas casas. O esporte da bola oval, apesar de restrito a quem tem condições para bancar a TV fechada, vem crescendo mais e mais por aqui. Segundo a ESPN, que transmite o evento, a audiência do futebol americano entre 2013 e 2016 cresceu 800%. E não só de espectadores – os times do esporte estão se profissionalizando pelo país.

Tendo em vista esse crescimento, e no intuito de incentivá-lo ainda mais, a vereadora Edir Sales (PSD) apresentou um projeto de lei na Câmara Municipal de São Paulo para criar o Dia do Futebol Americano na capital paulista. A vereadora defende que a medida é “revestida de total interesse público”. O projeto alteraria a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007, incluindo a data no Calendário Oficial de Eventos da Cidade de São Paulo.

Em campo

O time destacado pela vereadora na justificativa foi o Mooca Destroyers, não só por esse ter sido um dos bairros onde ela teve mais votos, mas também pela impressionante campanha da equipe. No início de 2016, logo após o seu lançamento, os destruidores se inscreveram para participar da Liga Nacional e jogaram a segunda divisão do campeonato brasileiro na Conferência Sudeste. Na estreia, o time somou três vitórias na primeira fase do campeonato, conquistou fãs de futebol americano em São Paulo, e foi abraçado pelos moradores do bairro.

Inclusive, a data será comemorada no dia 17 de agosto, aniversário do bairro da Mooca, caso o projeto seja aprovado pelas comissões permanentes, aprovado pela maioria dos vereadores em plenário e sancionado pelo prefeito João Doria.

11