Testosterona CAM - 24 horas online.

A aventura de ação A Lenda de Tarzan, protagonizada por Alexander Skarsgård (série “True Blood”) como o célebre personagem criado por Edgar Rice Burroughs, chega aos cinemas dia 21 de julho e tem tudo o que um filme precisa para ser um bom filme.

Além do fortão, Samuel L. Jackson, Margot Robbie, o indicado ao Oscar Djimon Hounsou (“Diamante de Sangue”, “Gladiador”), com o vencedor do Oscar Jim Broadbent (“Iris”) e o duas vezes vencedor do Oscar Christoph Waltz (dos filmes de Tarantino) fazem parte do elenco.

A-Lenda-de-Tarzan

Outra história

Ao contrário da história de sempre a que estamos familiarizados sobre o mito, o filme não é uma jornada do herói, mas um retorno dele. Oito anos depois de Tarzan (Skarsgård) deixar as selvas da África para levar uma vida burguesa como John Clayton com sua amada Jane (Robbie), ele é convidado a voltar ao Congo para investigar as atividades suspeitas de um explorador. O que ele não sabe é que, na verdade, ele é uma peça usada em uma ação de ganância e vingança, organizada pelo belga Leon Rom (Waltz).

a-lenda-de-tarzan-elenco-4

Faltou um “tchan”

O diretor David Yates (os quatro filmes finais de “Harry Potter”) conseguiu reunir tudo o que havia de melhor para fazer A Lenda de Tarzan ser um filme bom: história consagrada, grandes atores, cenário… tem até a Margot Robbie! A verdade é que acaba por ser um filme bom mesmo – e só.

O visual é maravilhoso, mas parece falso nas cenas mais fechadas; o elenco é incrível, mas o roteiro parece não valorizar tanto todos eles; a Margot Robbie é uma donzela em perigo o filme inteiro, apesar da rebeldia e resistência. E, sem querer puxar para o meu lado, achei que exploraram pouco a força e o porte físico do homem macaco.

margot-robbie-tarzan

Apesar disso, cumpre a missão de valer o preço do ingresso (inclusive para o 3D e IMAX). É um filme sério, de encher os olhos com o cenário e suaves alívios cômicos e cacoetes dos atores que você adora ver nas telonas.

Confira o trailer: