Testosterona CAM - 24 horas online.


É comum diretores picotarem cenas de vários filmes e exibir para o elenco, com a ideia de mostrar a influência cinematográfica que ele deseja para o seu novo filme. Quem costuma transformar esse turbilhão de referências em algo completamente diferente, pegando a essência do original, é Quentin Tarantino.

Mas no universo dos super heróis, algo bastante incomum aconteceu. Batman: O Cavaleiro das Trevas é disparado uma as melhores adaptações de quadrinhos, porém, sua grande influência não veio dos gibis da DC, mas sim de um filme de assalto de 1996.

O filme se passa em Los Angeles, e as similaridades com Cavaleiro das Trevas podem ser vista o tempo todo. Às vezes de maneira direta, como uma cena de assalto ao banco e o uso de máscaras, mas o que Nolan adapta para o universo do Batman é a impressão de todo um universo estar dentro de uma única cidade.

Michael Mann, Robert De Niro Al Pacino e, Christopher Nolan

“O estrondo das armas na cena do tiroteio em Los Angeles é algo que ainda não foi igualado. Capturou a luz da cidade de uma forma moderna e extraordinária”

Para Nolan, o que Michael Mann fez em Fogo Contra Fogo foi transformar a cidade em elemento vivo dentro da história. Ou seja, todos os seus personagens agem como parte do DNA, fruto de algo maior. Em Cavaleiro das Trevas é nítida essa tentativa: enquanto o Batman é fruto da violência da cidade, o Coringa surge como consequência da própria aparição do herói. Ambos estão conectados por algo maior, no caso, a própria Gotham.

Se você já assistiu a ambos os filmes, esse vídeo deixa ainda mais claro a semelhança entre Fogo Contra Fogo e Batman: O Cavaleiro das Trevas.

E se você ainda não viu Fogo Contra Fogo: TEM NA NETFLIX!