Descubra o que as garotas do Testosterona CAM estão fazendo agora - 24 horas online

Breaking Bad é um exemplo de série que seguiu uma crescente de qualidade e terminou da melhor maneira possível. São raros aqueles que contestam as decisões de Vince Gilligan, criador e principal roteirista, em Felina, o último episódio de uma das maiores obras da televisão. Isso em 2013. Quase dois anos depois, em 2015, temos a estreia de Better Call Saul, que chegava com a promessa de ser um spin-off de Breaking Bad.

Spin-off é basicamente uma história paralela acontecendo no mesmo universo, porém, três temporadas depois, a ideia que temos é que na realidade, Better Call Saul está mais para um prequel. Pra você pouco acostumado com o termo, a Wikipédia resume bem: “prequel é o nome dado a uma obra narrativa que contém elementos ambientados no mesmo universo ficcional, cuja história antecede ao trabalho anterior, apresentando eventos que ocorreram antes da obra original”.

Better Call Saul

E é exatamente isso que vem acontecendo, e quem está acompanhando o desenrolar dessa terceira temporada (que chega ao Brasil via Netflix) já se sente assistindo a episódios de Breaking Bad. É óbvio que seria impossível fugir das comparações, já que além de Vince Gilligan, vários dos roteiristas e diretores e outros profissionais artísticos que trabalharam na série sobre Walter White, estão agora na série sobre Jimmy McGill.

Sinta saudade de Breaking Bad

É impossível não se sentir familiarizado, seja pela fotografia, música ou excelente roteiros costumeiros da “série mãe”. Mas não é só isso que torna Better Call Saul um prequel de Breaking Bad, há um personagem que faz essa ligação direta, e não é o próprio Jimmy, mas sim Mike.

Claramente dividida em duas narrativas (a de Jimmy e Mike), Better Call Saul vai construindo o background de Saul Goodman e ao mesmo tempo parte do Universo de Breaking Bad, com vários personagens fixos da série principal fazendo pontas, ou caminhando lentamente rumo aos acontecimentos que irão se cruzar com Walter White.

Better Call Saul nesse momento se torna mais do que obrigatória para fãs de Breaking Bad, afinal, não deixa de ser Breaking Bad.