Fala, galera, tudo bom com vocês?

Para quem não me conhece, eu sou o Eric, editor do site Critical Hits, e estou escrevendo aqui no Testosterona semanalmente sobre games e tecnologia. Como estamos no fim do ano e, para compensar que eu só comecei recentemente, venho indicar 5 jogos de 2016 que eu realmente acho que merecem a sua atenção.

Eles não são necessariamente os melhores jogos do ano, mas são jogos que realmente valem a pena ser conferidos por você, pode ter certeza disso.

Dark Souls 3

Plataformas: PC, PS4, Xbox One

A franquia Dark Souls é conhecida por duas coisas: uma dificuldade brutal, porém extremamente justa, e mapas muito bem pensados. Dark Souls 3 é o ápice de tudo isso, com diversas melhorias de design em relação ao primeiro jogo da franquia, um ótimo enredo e a continuidade de uma fórmula vencedora que ninguém conseguiu copiar direito ainda.

Dark Souls 3 é o tipo de jogo que vai fazer você ficar louco da vida tentando passar de um chefe ou de uma área em especial, mas que, mesmo assim, você não vai conseguir largar de mão por muito tempo, o jogo é um verdadeiro vício.

Ah, e antes que você me pergunte, não, não há a necessidade de jogar os jogos anteriores da franquia, mas você certamente vai querer depois de jogar Dark Souls 3.

 

Doom

Plataformas: PC, PS4, Xbox One

“Mate feito um demônio” é o slogan de Doom, e não há frase que defina mais o jogo do que isso. Doom é brutal, e captura muito bem o espírito de carnificina que nós conhecemos lá nos anos 90, na época em que as nossas mães achavam que jogar Mortal Kombat e Doom iria nos tornar em sociopatas assassinos.

O jogo combina uma jogabilidade sensacional a uma boa história e traz uma excelente mistura entre o melhor do FPS atual com o melhor de jogos antigos de tiro, além de ter uma das melhores trilhas sonoras de todos os tempos. Duvida? Veja esse vídeo e me diga se você não quer socar uma parede até as mãos sangrarem:

 

 

XCOM 2

Plataformas: PC, PS4, Xbox One

A franquia XCOM é uma das franquias mais viciantes que eu já joguei, e XCOM 2 captura isso muito bem. Sabe aqueles filmes de invasão extraterrestre na Terra? Bom, em XCOM 2, a invasão foi bem sucedida, e a humanidade está subjugada. Agora, cabe a você comandar um esquadrão de guerrilha para retomar o nosso planeta e descobrir o que diabos os alienígenas querem da humanidade.

XCOM 2 não é um jogo de tiro, e sim um jogo de estratégia por turnos onde você deve lembrar-se de uma máxima: soldados morrem, e morrem pra caramba. XCOM 2 é um jogo que não perdoa, mas é um jogo que consegue transformar o fracasso em algo muito divertido.

 

Titanfall 2

Plataformas: PC, PS4, Xbox One

Titanfall 2 é um dos melhores jogos de tiro do ano, juntamente com Doom, pois combina uma campanha muito bem pensada, ainda que o começo dela seja meio parado, com um modo multiplayer extremamente divertido de se jogar.

No jogo, você vai encontrar uma mobilidade muito maior do que a encontrada normalmente em jogos de tiro, com a possibilidade de pular duas vezes, correr por paredes, ficar invisível e, durante o combate, chamar um robô gigante para sentar a porrada nos adversários. Para mim, Titanfall 2 é o melhor jogo de tiro da atualidade com folgas.

 

Overwatch

Plataformas: PC, PS4, Xbox One

Quem aí sente saudades de um jogo de tiro para jogar e desestressar um pouco? Esse é Overwatch. A nova franquia da Blizzard é muito acessível para diferentes estilos de jogo, e combina um elenco muito interessante e carismático de personagens cuja dedicação dos fãs ultrapassa as fronteiras do jogo, com quadrinhos, ilustrações, animações (feitos pela Blizzard ou não) e até uma sessão inteira no pornhub dedicada aos filmes pornô baseados no game.

Overwatch é um dos maiores fenômenos culturais do ano, e merece a sua atenção, além de contar com uma grande comunidade de jogadores brasileiros.