Testosterona CAM - 24 horas online.

Nossa querida Giulia Henne, clicada por Thiemi Okawara

 

Quando começamos a procurar alguém para ser apresentadora de um quadro no canal do Testosterona, sabíamos que ela precisava ser “a cara” do Blog. E não foi fácil. Pensamos, pensamos. E chegamos até Giulia Henne, que é praticamente um combo vivo de tudo que mais amamos: irreverência, rock, cerveja, tatuagem e games.

Aos 27 anos, Giulia define sua vida profissional como “uma grande suruba”. Formada em design industrial, trabalhou na área por alguns anos, mas abandou tudo pra trabalhar na produção de festas e ser DJ. Paralelamente, faz trabalhos como modelo. Quer mais? Tem na gaveta um diploma de tradutora e interprete de italiano também, “mas ta lá, ocupando espaço”, segundo ela mesma.

Team Giulia

Atualmente, Giulia faz lives no Twitch jogando LOL e outros jogos, e conta que tem “alguns sonhos espalhados pelo cérebro, que vão desde conseguir me manter fazendo lives no Twitch a ter haras cheio de cavalos”.

Enquanto isso, Giulia vai dando vida ao quado “Solta o Verbo” no nosso canal do Youtube, entrevistando pessoas pelas ruas de São Paulo e descobrindo o que elas têm a dizer sobre os mais diversos assuntos no mundo dos relacionamentos.

Para estas fotos especiais, convidamos a fotógrafa e também modelo Thiemi Okawara (que também já foi Testosterona Girl), do projeto As Nuances. Thiemi escolheu um lugar de São Paulo com uma paisagem de tirar o fôlego. O Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo tem uma vista panorâmica incrível pudemos presenciar um entardecer providencial até o fim. Cada descida do sol era um clique mais bonito.

Menina do Testosterona

E olha, nós acertamos mesmo. Além de ter adorado gravar a primeira temporada, ela já tem recebido o carinho da galera. “Eu adoro gravar vídeos que tenham interação com as pessoas. É sempre diferente, porque cada um reage e responde de uma forma diferente. Gosto de tentar entender por que cada pessoa pensa de determinada forma, principalmente quando é diferente do meu jeito”.

“Muitas pessoas disseram que adoraram o primeiro vídeo e outras pessoas caem na minha live e já dizem ‘você é a menina do Testosterona!‘. Pronto, já virei a menina do Testosterona!”, revela.

Conheça melhor a Giulia Henne:

Quantas tatuagens você tem? Tem uma preferida?

Me perguntam tanto quantas tatuagens eu tenho, que outro dia eu realmente parei pra contar e são 24. Mas é meio difícil contabilizar, porque quando você começa a fechar um braço vira meio que tudo uma coisa só. A primeira, fiz com 17 anos e eu fui cobaia do meu namorado da época. Felizmente deu tudo certo! (Risos) Acho que a minha preferida é o meu braço direito inteiro. Porque eu decidi fazer todas de um tema só, que são sketches do Leonardo Da Vinci. Acabo considerando todas como uma tatuagem única.

Qual a sua preferência musical? Conta 5 bandas favoritas?

Nessa vida de DJ eu acabei perdendo preconceito com todos os estilos musicais. Acredito que não exista um gênero ruim, mas sim musicas ruins. Mas se for pra dizer 5 bandas preferidas eu colocaria Depeche Mode, Stereophonics, AC//DC, Johnny Cash (conta como banda? haha) e Aerosmith.

E sobre séries e filmes, quais seus preferidos?

Acho que o filme que mais me marcou ultimamente foi Gone Girl. Mas meu pódio continua com Trainspotting, Pulp Fiction e Donnie Darko. Não ando numa fase de ver muitas séries, mas Dexter foi uma que eu amei (tirando o final, haha).

Você é a mina dos games! Conta mais sobre o que você joga, quando começou a gostar e jogar/fazer live.

Minha eterna paixão é o 64, que comecei a jogar com uns 10 anos. Sou apaixonada por Zelda Ocarina of Time, tanto que tenho 3 tatuagens do jogo. Hoje em dia to bem viciada em LOL, mas meu PS4 ainda ta aqui instalado com Diablo, God of War e outros jogos. Tenho o 3DS também, que não abandono por causa de Pokemon e os remakes de Zelda.

O que você gosta de beber?

Eu não tenho problemas com bebida, bebo simplesmente tudo. Ou talvez isso queira dizer que eu tenha problemas com bebida sim, haha. Mas cerveja e drinks mais amargos, como gin e tônica são meus preferidos. Eu acabo frequentando vários lugares na noite por ser DJ, mas o foco é sempre pelas baladas da Augusta.

Veja mais fotos exclusivas aqui