Quem já “conversou” com uma sabe muito bem disso