Sem nudes! Apenas a marca, um título e poucas roupas para dar a entender o que queriam dizer, assim eram as revistas adultas na década de 60.

Um decote, por exemplo, era sinônimo máximo de nudez e fator instigante para os leitores comprarem as edições nas bancas. E claro, quanto mais ousado o tamanho da lingerie ou a quantidade de pele que foto mostrasse, mais garantida estariam as vendas.

Após o lançamento da revista Playboy em 1953, diversas outras revistas como Adam, Satana, Modern Man, Blast, Flirt e Knight foram lançadas aproveitando a “liberdade poética” para conquistar esse novo tipo de publico no mercado americano.

Sem nenhum “NSFW” para se preocupar, veja as revistas “proibidas” e conheça os padrões de nudez da época. Zero NUDES!

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (9)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (2)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (11)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (1)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (3)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (5)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (4)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (6)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (7)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (8)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (10)

Como eram as revistas adultas na decada de 60 (12)

Lá da Virgula