mentira
Certamente você conhece alguém que gosta de se vangloriar por suas conquistas. Aquele cara da turma que vive dizendo que saiu com aquela garota do trabalho, aquela da academia, aquela outra da faculdade. Este comportamento pode demonstrar uma coisa: insegurança.

Pesquisadores da Universidade de Washington, estudaram se o fator emocional do homens pesa na hora de contar pequenas mentiras. Para isso, convidaram 100 voluntários para um teste de força. E, com os resultados em mãos, contaram a 50 deles que haviam ficado abaixo da média geral – o que nem sempre era verdade. A ideia era fazer com que esses participantes se sentissem mais fracos e menos seguros do que os outros.

Em seguida, quando pediram a todos eles para indicar a altura, peso e número de parceiras sexuais, os “fraquinhos” exageravam bem mais. Eles contabilizaram mais conquistas na cama do que a média geral e se diziam mais pesados e altos do que realmente eram. Até quando tiveram a tarefa de escolher um carro pareciam ainda afetados pela insegurança: preferiam os carros mais estereotipados como masculinos, aqueles 4×4 gigantes que parecem mais um trator do que um carro.

Segundo os pesquisadores, os resultados provam que homens se sentem abalados por parecem menos “homens”, então tentam compensar com essas mentiras

Fonte: Stanford Business