homem

Quanto mais tempo um homem casado dedica às tarefas domésticas, como cozinhar e lavar a louça, menos relações sexuais tem com sua mulher, segundo um estudo divulgado na edição de fevereiro da revista “American Sociological Review”.

O contrário ocorre quando o marido se dedica ao jardim ou ao seu carro, segundo as conclusões dos pesquisadores do Instituto Juan March de Madri, na Espanha, e da Universidade de Washington, nos EUA. 7002 entrevistados e buscaram destacar “a importância dos papéis tradicionalmente concedidos a cada um dos sexos” e sua influência na frequência das relações sexuais em um casamento heterossexual.

“Existe um tipo de cenário sexual bem definido para cada gênero, no qual a gestão segundo esse gênero é importante para o desenvolvimento do desejo sexual”, afirma Sabino Kornrich, pesquisador do Instituto Juan March, que fez o estudo ao lado das sociólogas americanas Julie Brines e Katrina Leupp.

Mas as conclusões da pesquisa, segundo os cientistas, não deve levar os homens a deixar de ajudar na manutenção do lar. “Recusar-se a participar das tarefas domésticas provoca conflitos no casal e insatisfação das esposas”, diz Kornrich.