Catarina-Migliorini
Catarina Migliorini, a brasileira que vendeu a virgindade, está envolvida em um novo capítulo desta mirabolante história. O japonês Natsu, que oferecu R$ 1,5 milhão pelo dote da moça, não quis consumar o ato e disse estar arrependido do investimento. Em entrevista ao portal ‘Terra’, o diretor do documentário Virgins Wanted (Procura-se Virgens), Justin Sisely, falou sobre o caso da virgem brasileira e os desdobramentos de um festival em Nova York, nos Estados Unidos.


Segundo o direto australiano, o japonês esperava encontrar uma virgem doce, meiga e ingênua, mas a realidade se mostrou diferente no jantar que reuniu Catarina e o vencedor do leilão. O encontro acontceu em Sidney, na Austrália. “Catarina foi rude com ele e só falava na forma de pagamento. Ele não achou que ela valia o dinheiro (…). Natsu não gostou da atitude dela. Ele já tinha organizado um cheque administrativo, mas ela insistia em dinheiro vivo. O homem é um bilionário; poderia ter a garota que quisesse. Catarina não foi nada agradável e ele desistiu. Cada um tem o que merece”, afirmou Sisely.

O diretor garante que tudo estará no documentário. Além disto, ele gravou uma entrevista com o comprador japonês. “Se a Catarina estivesse menos preocupada com sua imagem ou com a discussão dos detalhes de como a noite aconteceria, o resultado teria sido melhor para ela”, avalia o australiano.

Sisely e a brasileira não conversam desde o encerramento das filmagens, em dezembro de 2012. “Catarina ficou revoltada porque as coisas não terminaram bem para ela e acho que me culpa por isso. Ela perdeu tudo pelo qual trabalhou, mas para mim não faz diferença. Ela determinou seu próprio destino”, analisa Sisely.

O leilão da virgindade da brasileira Catarina Migliorini, 20, foi encerrado nesta quarta-feira com o lance de US$ 780 mil (R$ 1,5 milhão). O vencedor do leilão foi um japonês identificado apenas como Natsu.O russo Alexander Stepanov, que também leiloava a virgindade, encerrou com o lance de US$ 3.000 (cerca de R$ 6.000). O lance veio do Brasil e comprador é identificado no site apenas como Nene B., mas não se sabe qual o sexo de quem deu o último lance pela virgindade do russo. A “experiência” dos dois jovens faz parte do documentário “Virgins Wanted”, que conta a história de dois jovens antes e depois da primeira vez. Quem vencer o leilão terá a opção de permanecer anônimo.

Segundo os produtores do filme, Catarina terá a sua primeira vez a bordo de um avião entre a Austrália e os Estados Unidos. Isso será feito para que não haja risco de infringir as leis internacionais sobre prostituição. O ato sexual não será filmado. Catarina diz que usará o dinheiro para estudar medicina na Argentina.