Não é que o cheiro de água sanitária tenha um efeito afrodisíaco ou nada assim. Mas os casais que mais investem tempo nas atividades domésticas são os que fazem sexo com mais frequência.

Foi o que constataram (com certa surpresa, segundo os próprios) pesquisadores das universidades de Montclair e do Arizona, nos EUA, após analisarem os hábitos de 6877 casais norte-americanos. Faria sentido pensar que o excesso de atividades cansaria a dupla e diminuiria a oportunidade para o sexo. Mas não. “Os resultados mostram que os casais que gastam mais tempo nos serviços domésticos e trabalhando fora fazem sexo com mais frequência”, diz o estudo.

Segundo os pesquisadores, mulheres e homens que “work hard” também “play hard” – algo como “quem trabalha demais também se diverte demais”.

Fonte: Super interessante

Sempre esqueço que pesquisador só sabe ver números e não entende nada do comportamento humano. A pesquisa diz que casais que trabalham mais em casa fazem mais sexo. Ora, se o cara está com o coração aberto ajudando a sua mulher na obrigação dela de arrumar a casa, é claro que ela vai compensar o nobre ato do marido com muito sexo.