bear

A professora Carly McKinney, de 23 anos, está sendo investigada pelas autoridades de Denver, nos Estados Unidos, após publicar fotos em que aparece nua no Twitter. Além disso, a mulher também escreveu comentários relacionados à venda e ao uso de drogas em seu perfil na rede social.

A denúncia foi feita por um usuário do Twitter que relatou à emissora de televisão local, KUSA-TV. A conta da professora já tinha um nome curioso: “@crunk_bear”, algo como “@ursinha_doidona”. Como a conta não era protegida, qualquer internauta poderia ter acesso às publicações e isso acabou complicando a vida de Carly.

Entre as mensagens que ela escreveu, estavam uma referência ao fato de ela possuir maconha em seu carro: “Vendo uma batida contra drogas no estacionamento. É engraçado, porque tenho maconha no meu carro que está parado no estacionamento dos professores”. Além disso, ela publicou fotos em que aparece em posições sensuais, muitas vezes com os seios à mostra.

Quando a repercussão negativa do caso aumentou, Carly foi procurada pela imprensa. Em entrevista ao canal NBC, ela explicou que a conta no Twitter era uma página de paródia, feita por ela e uma amiga. A professora destacou ainda que não sabia de todos os tuítes que eram publicados e negou levar drogas para o campus. Na próxima quinta-feira (31), ela vai ter uma reunião com os responsáveis pela Overland High School, para definir seu futuro.

Fonte: Mail Online

profa

206