Uma noite, depois de quase 30 anos de casados, o casal está na cama quando a  mulher sente que seu marido começa a acariciá-la como não fazia há muito tempo.

Ele começa no pescoço, desce pelo dorso até as nádegas; volta ao  pescoço, ombros, seios e para na barriga; coloca a mão na parte interna do  braço  esquerdo, passa no seio, nas nádegas. Vai da perna esquerda até o pé, sobe pela parte interna da coxa e para bem em cima da perna. Faz a mesma coisa na perna direita e, de repente, vira as costas e não fala uma palavra.

A esposa, já “acesa”, lhe diz carinhosamente:

– Querido, estava maravilhoso, porque parou?

E ele, resmungando:

– JÁ ENCONTREI O CONTROLE REMOTO…

50