• Testosterona Indica: True Detective, Fifa 15 e muito mais

    Por: Edu | Em: Testosterona Indica | 27 de junho de 2015

    – Segunda temporada de True Detective estreou no último domingo

    A série que deixou milhões de espectadores (2,5 milhões em média por capítulo nos EUA) vidrados na tela da TV está de volta. Estreia neste domingo (21), às 22h, na HBO, a segunda temporada de True detective. Assim como na primeira temporada, a trama de antologia (com mudança de personagens e enredo por temporada) aborda como as consequências de um crime afetam a mente dos investigadores.

     

    – A arte de rua de Banksy resumida em um infográfico:

    O artista de rua britânico Banksy é um ícone. Apesar de “anônimo”, suas manifestações são bastante famosas pelo caráter político e por sua ironia (você com certeza conhece alguma) e facilmente encontradas  pelas ruas de Londres, principalmente. Achamos por aí um infográfico muito legal que mostra o ano, a localização e o impacto das principais obras de Banksy.

    banksy-infográfico

     

    – Saiu o trailer oficial do Fifa 16:

    A EA Sports liberou na última segunda-feira o primeiro trailer do game Fifa 16 com gameplay e narração de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. No vídeo são exibidas cenas dos estádios, dos jogos e algumas novidades, como a inclusão de 12 seleções femininas. Confira:

     

    Links da semana:

    Texto: Uma geração de homens chorões

    Imagem: O bingo do Instagram

    Vídeo: Já imaginou um tsunami no GTA V?

    Imagens: Existem dois tipos de pessoas

    Gif: Imagine levar uma chave de perna dessa mulher

    Print: Terminando o namoro!

    Vídeo: Tocando Metallica com um ukulele

    Humor: Arnold Schwarzenegger é um fanfarrão

    Notícia: Homem vira noivo de boneca inflável

     

  • Ciência explica porque mulheres postam foto fazendo biquinho

    Por: Edu | Em: Notícias | 26 de junho de 2015

    duckface1
    Cientistas sugerem que a escolha de fotos para aplicativos de encontros e a escolha dos parceiros por meio destes aplicativos depende muito mais de instintos primitivos do que de decisões racionais. E estas decisões instintivas podem ajudar explicar os selfies com biquinhos, as fotos feitas com taças de bebidas caras, e a razão de alguns homens agirem como bobos quando finalmente arrumam parceiros.

    Segundo o pai da teoria da evolução, Charles Darwin, humanos, como todas as criaturas, competem por um parceiro adequado. Na natureza, esta competição ocasionalmente envolve espancamento de adversários, mas grande parte das estratégias envolve algo para impressionar possíveis parceiros. Algumas aves, morcegos, lagartos e peixes se reúnem para que os machos possam se exibir e as fêmeas possam escolher um namorado com as maiores penas ou qualquer que seja o atrativo exibido pelo animal. No entanto, não existia algo assim para os humanos até o aparecimento de aplicativos como o Tinder.

    Estes aplicativos permitem que a pessoa analise muitos possíveis parceiros de uma vez e tudo o que a pessoa tem para a analisar é uma foto. Sean Rad, um dos fundadores do Tinder, afirmou recentemente que os usuários do aplicativo “entendem as fotos em um nível profundo”. E a ciência parece concordar com esta afirmação. Cientistas afirmam que humanos são programados para achar que certos traços são atraentes. Falando diretamente: homens são atraídos pela boa aparência enquanto que as mulheres dão mais mais valor a um parceiro com recursos para compartilhar.

    “Acho que ninguém fez uma pesquisa científica no Tinder, ainda”, disse Laurie Santos, professora de Psicologia na Universidade de Yale, nos Estados Unidos. A professora nota que muitos homens mostram fotos com carros esportivos ou relógios Rolex ou fotos de férias em lugares caros, ou seja, mostram os recursos. “Nós prevemos que as mulheres no Tinder devem tentar parecer sexy, enquanto os homens precisam mostrar suas coisas”, disse. Seguindo esta linha de pensamento, homens que procuram mulheres querem que elas sejam saudáveis e consigam ter filhos. Os ancestrais pré-históricos dos humanos tinham que tentar adivinhar quem era as mais férteis: mulheres com curvas e com cinturas mais finas que os quadris eram a melhor aposta.

    duckface

    E isto parece familiar até nos dias de hoje. Muitos usuários do Tinder falam sobre o número de mulheres fotografadas com uma pose típica: mão no quadril, uma perna dobrada, tudo para aumentar a curvas. Os homens também não escapam das poses: muitos deles mostram a barriga tanquinho. Pode ser que os músculos exibidos façam com que o fotografado pareça ser um caçador de mais sucesso e, por isso, um parceiro melhor. No entanto, os homens sem braços fortes ou barriga tanquinho não precisam se desesperar. Exibir um relógio caro ou carro esportivo também serve. De acordo com especialistas, mulheres procuram recursos mais do que a aparência, para cuidar das crias.

    Ecoando o que se vê no Tinder, as mulheres pré-históricas procuravam mais um homem com uma caverna boa e quente ou um bom arco e flecha para capturar o jantar. “Você vê muitos homens em fotos com carros esportivos, relógios Rolex ou em férias caras – mostrando os recursos”, disse a professora Laurie Santos.

    Também existe uma explicação científica para as fotos de mulheres com biquinho, ou, como é chamado em inglês “duck face” (cara de pato, em tradução livre). Cientistas calculam que homens acham atraentes as mulheres de lábios carnudos e maçãs do rosto altas. Na mente humana estes traços estão ligados à juventude e altos níveis de hormônio feminino, o estrogênio.

    Garotas que fazem o biquinho ou que estão sugando um canudo nas fotos estão enviando um sinal evolucionários, dizendo aos homens que elas provavelmente são bem férteis. Os dados do aplicativo também sugerem que as mulheres são bem mais exigentes nas escolhas do que os homens, e que eles agem de uma forma idiota quando conseguem uma parceira.

    Fonte: BBC

  • Leitoras Nerds – #TerçaDasNerds

    Por: Edu | Em: Leitoras | 25 de junho de 2015

    continue lendo…

  • A importância do controle remoto na vida de um homem

    Por: Edu | Em: Pensamentos Machos | 25 de junho de 2015

    controle
    Em tempos longínquos, se algum pobre mortal quisesse mudar o canal de seu televisor, era um sacrifício. Um ritual masoquista, consistia no abandono da confortável poltrona na qual o telespectador estava instalado, um percurso distante até o televisor, passando pela mesinha-de-centro (fatal para os dedos mindinhos do pé), culminando com uma precisão cirúrgica e paciência ímpar rotacionando, o falecido, “sintonizador de canais”. Graças a uma intervenção Divina, um gênio inventou o controle remoto.

    Uma revolução! A invenção do controle remoto foi a conquista primordial para o sedentarismo completo. Não seria mais necessário todo o masoquismo supra-citado. Uma vitória! Os primeiros controles, claro, não tinham muitas funções, trocavam de canal e oscilavam o volume da TV. E quem disse que era preciso mais? A sensação de se ter um controle era maravilhosa, parecia bruxaria, era só apertar um botão e voilá!

    O controle se tornou um símbolo da masculinidade. Macho que é Macho tem e sempre terá o controle em suas mãos, em todos os sentidos. E puseram diversos canais na TV, e diversos botões no controle. Entre eles, um botão chamado “Last” uma invenção e tanto, quando apertado volta imediatamente pro canal anteriormente visto. Ideal para homens casados, que alternavam entre um documentário sobre pinguins gentoo, e um ritual de acasalamento humano, desses bem explícitos, entre uma ida ou outra da esposa à cozinha. O paraíso!

    Hoje em dia os controles têm diversas funções. Pausam a programação ao vivo, voltam, compram, fazem tudo. Existem os Universais, que controlam muitos equipamentos ao mesmo tempo, pra ligar a TV, o DVD, e desligar o som, só é preciso um controle. Falta fazerem um que faz a mulher ir pegar cerveja bem gelada no fundo do frezeer. Isto sim, ia ser de uma utilidade tamanha!
    Este sim é um objeto que merece uma estátua, já salvou várias vidas e com certeza alguns casamentos. Se o cachorro é o melhor amigo do homem, e o wiskhy é o cachorro engarrafado, como dizia Vinicius. Este objeto é o cachorro eletro-eletrônico!

    Texto originalmente publicado no blog do André, E Coisa & Tal.

    andre