Sílvio acordou, espreguiçou-se, apertou os olhos e viu sua namorada, Fátima, uma feminista convicta,
com um sorriso no rosto e um belo café da manhã na cama.

– Puxa, obrigado!
– Você merece, querido. Em seguida prepare-se pra receber o melhor boquete da sua vida!
– Um boquete? Você nunca fez isso em mim!
– Ah, mas você merece!

Após tomar um café da manhã digno de reis e receber o melhor boquete que já tinha recebido na vida,
Sílvio foi surpreendido com uma massagem. Em seguida, saiu pra trabalhar mais feliz do que nunca.
Por volta das 11 horas, um entregador chegou em sua mesa e deixou-lhe uma encomenda. Era um presente
da sua namorada:

– Caramba, uma cerveja, um saco de amendoim e um DVD de Rambo 1. Que presentaço!

A tarde, recebeu um SMS dela que dizia apenas “Te amo, gostoso!”. O ego dele foi às alturas.
Ao chegar em casa, recebeu uma ligação:

– Vamos sair para jantar hoje?
– Tudo bem, vou me arrumar.
– Ok! Eu já estou quase pronta, vou passar aí pra te buscar e ficar esperando.

Sílvio estava tão satisfeito que nem reparou que ficou 2 horas no banho e demorou mais 1 hora pra
decidir com que roupa sairia pra jantar. Fátima esperava na sala e perguntou:

– Está pronto, querido?
– Sim, vamos indo!

E saíram pra jantar. Ao chegar no carro, Sílvio ficou parado na porta do carro. Fátima ficou do lado do
motorista, sem entender.

– Bem que você podia abrir a porta pra mim, né?
– Desculpa amor, esqueci.
– Obrigado, assim fica mais romântico.

Ao chegar no restaurante, Fátima puxou a cadeira pra Sílvio sentar e passou a noite inteira elogiando-o,
dizendo como ele era importante pra ela e como ela o amava. Fátima pagou a conta e depois disso foram pra casa.

– Podíamos finalizar a noite fazendo aquele sexo bem gostoso, que tal?
– Melhor não, querida. Me deixe em casa, estou com dor de cabeça, acho que bebi vinho demais.
– Tem certeza?
– Tenho, e você tem que acordar amanhã cedo pra ir fazer seu alistamento no Exército, lembra?
– Ah é, verdade.
– Ah, e não esquece de trocar o pneu do meu carro quando puder. Em seguida leva ele pra fazer a revisão, que tá precisando.

Fátima suspira, respira fundo e diz:

– Tá bom, querido, deixa comigo.
– Um beijo, não esquece de tirar o lixo antes de ir pra sua casa.
– Ah, Sílvio, esqueci de dizer uma coisa.
– O que foi?
– Acho que vou parar com essa história de feminismo.
– Por que?
– Sei lá, andei pensando e vi que esse papo de direitos iguais não tá com nada…

Siga também no twitter