o-que-as-mulheres-querem

Acho que aceitei a condição de um desentendedor de mulheres. E creio que todos deveriam fazer o mesmo. Nós nunca as entenderemos, sempre ficará uma ponta sem ligação, sem conexão, sem entendimento. Não adianta, e nem tem porquê perdermos tempo com isso. Em buscar uma solução mágica, ou uma lógica linear para compreender o que se passa na infinita mente de uma mulher. Isso, além do mais, ainda a torna cada dia mais encantadora e interessante.

Isso não é uma reclamação. Antes que muitos nem tentem interpretar o texto e já me acusem de falácias. É uma constatação de um fato, que a mulher ao teu lado é um enigma para esfinge nenhuma botar defeito. E mais, ao invés de ser devorado, tua condenação é ser perdidamente apaixonado, por mais que muitas vezes fiques irritado, pela mulher ao teu lado.

Dizem alguns antigos que Deus, ao tentar essa aventura de criar o Homem, nos entendeu perfeitamente em alguns dias, sem nenhuma dúvida, nos conheceu como a palma de sua mão. Em uma tentativa de tornar as coisas mais desafiadoras, Ele queria apenas uma incógnita mais difícil de resolver. Criou a Mulher. Deu tempo da humanidade ser criada, evoluir, se destruir, reconstruir, dividir, evoluir e voltar a se destruir. Mas não deu tempo de Deus entender sua criação. E nos deu essa incubência. Nada de entender o universo, descobrir se há vida fora da terra, solucionar teorias conspiratórias ou ser podre de rico. O sentido da vida é tentar desvendar a mulher. Talvez, seja por isso que a existência humana esteja durando tantos milhões de anos.

Nunca entendi os ataques de minha mãe, que mais pareciam colapsos nervosos devido a alguma grande tragédia, pelas minhas roupas que estavam – não por minha culpa – ao chão. Bem como, nunca consegui decifrar porque estar satisfeito e não querer repetir o prato significava, para minha vó, que a comida não prestava e que eu preferia comer na rua. Muito menos as conclusões de minha namorada, sobre minhas atitudes em um sonho que teve na madrugada anterior.

Esse é o motivo pelo qual escrevo. Quero dividir algumas grandes interrogações que ficaram em minha cabeça, como tantas que devem existir nos pensamentos de vocês, sobre histórias mirabolantes e situações sem-pé-nem-cabeça que a mente feminina já criou para nos encurralar.

270