Mulher gosta de uma confusão, a verdade é essa. Tanto prova isso que, algumas delas, fazem confusão até por causa de sonhos. E vocês sabem disso.

Se sua mulher acordar estranha  e não falar direito com você, nem pergunte o que ela sonhou. Muito provavelmente você estava em uma suruba com cinco suecas, na casa da mãe dela, em pleno meio dia. E quando perguntado, sutilmente, que porra era aquela, você não dava a mínima e fingia que ela não estava ali, vendo toda essa sua sacanagem. A culpa não é sua, eu sei. Mas ela acha que o sonho quer dizer alguma coisa.

Não importa, meu amigo. Eu também não entendo o que se passa na mente feminina. Eu sei que, mesmo se você fosse solteiro, não conseguiria fazer nem 5% do sonho dela, mas ela acredita que você é capaz disso. Ela se levanta com raiva e não quer te ver nem pintado de ouro. Já tive amigos que apanharam, outros que ligaram pra dar bom dia e ouviram berros no telefone, eu mesmo já escutei um “André Filho, quero conversar contigo agora”.

Vamos prestar bastante atenção na situação. Uma pessoa, com uma fértil imaginação, sonha  que você a estava traindo e acorda com raiva de algo que só se passou em seu imaginário e joga a culpa em você, que é a última pessoa que tem alguma coisa a ver com a história. Há alguma coisa de racional nisso? Porque se a resposta for sim, vou rezar pra nunca mais sonhar que ganho na Mega-Sena, vai que eu acordo e compro um iate, pra depois perceber que continuo liso.

Se você sonhou que o seu-qualquer-coisa lhe traiu, participou de uma suruba com 17 mulheres de países variados, ao acordar, dê um beijo bem forte em agradecimento por aquilo só ter acontecido no mundo imaginário. Porque pelo menos você sonhou e não é verdade, confie nele. Pior são as que nem sonham que isso acontece.