Pode confessar: você já se irritou em algum momento enquanto estava jogando poker. E essa frustração acontece muitas vezes porque somos nós que estamos jogando de forma equivocada – para não dizer que estamos jogando mal, mesmo. Mas existe um fundamento no poker que nos ajuda a lidar com isso e até nos mostra quais as melhores jogadas que devemos fazer. Hoje você vai entender um pouco sobre os níveis do poker e vai entender porque deveria utilizá-los a todo momento.

Daniel-Negreanu – Foto: PokerPhotoArchive.com

Nível 0: Qual é a minha mão?

Um jogador de poker do nível 0 não consegue pensar em nada além do que está na sua frente. Ele conhece as próprias cartas e sabe o que tem no board. Ele jamais vai conseguir te colocar em algum range, porque ele ainda não entendeu o que é isso. Sendo assim, se ele tiver com o 4° melhor par e você tentar blefá-lo com seu AK ele provavelmente vai pagar e ganhar o pote.

Nível 1: Qual mão você pode ter?

Um jogador de poker do nível 1 já consegue entender que além das próprias cartas ele tem que considerar quais são as suas cartas. Em alguns casos, ele vai conseguir começar a entender que você apostou no pré-flop, no flop, no turn e no river e vai perceber que ele provavelmente está perdendo a mão ou vai enxergar isso como um blefe. Você será capaz de blefar alguém assim, eventualmente, mas ele ainda considera o que tem na mão para tomar uma decisão.

Nível 2: O que ele acha que eu tenho?

Um jogador de poker do nível 2 vai conseguir perceber um pouco mais além do óbvio, tentando analisar o que suas próprias ações demonstram em relação a sua mão. Ele prestará atenção a sua imagem, ao valor de suas apostas e o que tudo isso diz em relação a força ou não de sua mão naquele determinado momento. E ele vai entender perfeitamente as suas ações, fazendo com que seja mais complicado tentar forçar um blefe ou fazer uma jogada por valor que termine bem, já que ele é capaz de entender, perceber e se defender.

Nível 3: O que você acha que eu acho que você tem?

Um jogador de poker do nível 3 vai usar tudo o que o nível 2 tem aplicando as possibilidades do que você ou ele fariam em relação as informações que surgem durante uma mão. É o nível de jogadores consagrados e é o que todos devemos buscar em relação ao nosso jogo. O entendimento do jogo é tão grande que você imagina as situações como um todo e consegue definir com muito mais exatidão o que o seu adversário tem naquele momento ou o que ele quer mostrar que tem. O melhor exemplo para observar isso é buscar no youtube por Daniel Negreanu Reads e observar como ele faz parecer fácil “descobrir” quais são as cartas dos seus oponentes.
Quando falamos de poker muitos relacionam aos blefes. E quando você joga contra um jogador nível 0 ou nível 1 fica um pouco mais complicado blefar, já que os fatores que fazem com que esses jogadores permaneçam na mão são inúmeros, ao invés de só procurar bons spots e oportunidades melhores. Quando você começa a jogar, você tende a jogar (e perder) muitas mãos, até que o entendimento do jogo chega a sua mente.
A frustração que sentimos, portanto, está mais relacionada ao que nós esperamos que nossos adversários façam mediante os sinais que estamos dando através de nossas ações.

Em resumo:

Se você der all in com seu AK, tomar o call de alguém com 89o e ele acertar o 9 logo no flop, você vai achar que ele jamais deveria ter dado o call com essa mão e vai xingá-lo por isso. Mas o que você precisa entender é que se aquele 9 no flop surgir não importa a forma como você jogou antes, já que ele provavelmente não vai mais largar essa mão sob quase nenhuma hipótese. Seja você um bom perdedor, aceite isso e espere a próxima oportunidade. Até porque, sabemos que quem se posiciona melhor e aproveita melhor as oportunidades no poker se dá muito melhor no longo prazo, por não precisar ficar dependendo da sorte de vir ou não uma carta no board.
Não tente blefar um jogador nível 0. Ele não vai entender o que você está tentando fazer e você vai se frustrar com isso. E, se puder, faça tudo para ser o jogador nível 3. Você ganhará mais, se sentirá mais feliz assim e tudo passará a fazer sentido.

Leia também