É verdade que não gostamos de mentir e que também não é saudável para nenhum relacionamento. Mas, vez ou outra, por motivos de força maior, é preciso. Vivemos sujeitos a ciladas e mentir é um jeito de pular fora sem magoar ninguém, sem criar clima ou discussões. Mentirinhas que também salvam a pele, levantam a bola, massageiam o ego – e não fazem mal. Cacei algumas das mais comuns e convidei três arrobas do Twitter para comentar: @DaniBirita, @corramary e @ThatuNunes. Esperamos que sirva de lição para que não precisemos mais a fazer essas coisas.

casal1. “Foi a melhor da minha vida”

Algumas mulheres falam sério, outras fazem para agradar o homem (outras fazem pela gracinha mesmo). Pode não ter chegado nem perto de ser a melhor, mas ela sabe que você vai ficar se achando e isso pode, de alguma forma, trazer benefícios pra ela – vai saber. Dani Martini, do blog As Biritas, é casada há 7 anos e conta que “sempre acha que foi a melhor vez dela”: “Às vezes nós mentimos pra nós mesmas e sem perceber, porque naquele momento o sexo foi tão bom que digo que foi o melhor, mas no outro dia eu digo a mesma coisa e assim vai, todas as vezes que eu achar que foi maravilhoso”.

2. “Claro que eu tive um orgasmo!”

Apesar de todo incentivo para que as mulheres não mintam sobre isso (e sobre nada!), ainda acontece. Pode ser porque não está tão bom e queremos ir embora logo ou só porque sabemos que não vai rolar e está bom desse jeito. Marina Barbieri, do vlog Deu Ruim, é enfática: “Se o cara não entende que sexo não é algo para elevar o ego dele, a gente perde todo e qualquer tesão existente. O sexo pode ser maravilhoso sem que eu necessariamente goze. E também pode ser terrível mesmo que eu goze. Orgasmo não é termômetro de sexo bom”. E já avisa: “Não gosto de mentir, ainda mais na cama onde o diálogo deveria ser aberto, mas se topo com um cara assim, prefiro mentir a me machucar. E óbvio que não saio uma segunda vez”.

3. “Não vai mudar nada entre a gente”

Um clássico quando acontece entre amigos. Quem nunca? É aquela história: “São melhores amigos, mas se ela quiser ele come”. Pode ser que não mude, mas os dois talvez nunca mais se olhem do mesmo jeito. Isso pode voltar a acontecer outras vezes, com mais frequência ou não, virar casamento ou afastar os dois totalmente. Pensem em um caso de acontecer com os dois bêbados. No dia seguinte fica aquela situação chata, os dois sem saber o que dizer. O impulso, de imediato, para conforto dos dois, é jurar que nada vai mudar. Particularmente, uso muito essa.

4. “Pequeno nada, tamanho não é documento”

Polêmico. Mas às vezes os homens decepcionam. Vale também para alguma coisa estranha no corpo do cara que dizemos sequer ter reparado. Thatiana Nunes, do blog Lógica Feminina, faz uma comparação com uma já famosa mentira dos homens: “Essa me soa mais como uma tentativa de ser cortês. Equivaleria ao ‘Amor, estou gorda?’ ‘Não, amor. Aliás, acho que emagreceu muito e com esta roupa, então…’ quando a mulher mais parece um balão. Tem que ver que, muitas vezes, a gente nem liga pro tamanho, mas quer achar um jeito de demonstrar o quanto gostamos do cara. Aí, sai uma dessas…”.

5. “Não, você não disse nada de estranho”

Ao contrário dos caras que permanecem mudos a transa inteira, alguns gostam de inovar e dizem coisas (muito) estranhas (“Vem com o papai” é imperdoável!). Ou pedem pra você dizer. Alguns não têm timing ou feeling nenhum, por exemplo, os que resolvem distribuir tapas quando você está esperando que ele seja romântico. Ou o contrário. É bom pensar duas vezes antes de falar igual criança também, chamar de “nenem da mamãe”, essas coisas. “Deixa eu cheirar seu chulé”, “Faz xixi no meu pé”, “Anda em mim de salto alto”, “Amor, trouxe uma amiga”, são assuntos que devem ser tratados e negociados previamente, a fim de evitar problemas.

6. “Constrangedor? Imagina!”

Seu corpo faz um barulho mega estranho, você tem vontade de cavar um buraco no colchão e sumir, mas jura que está tudo bem. Na sua cabeça, já mandou mensagem pra quinhentas amigas perguntando se a mesma coisa já aconteceu com elas, o que fazer, o que pode ser. Esperou o cara virar pro lado e deu um Google rapidinho pra descobrir o que era. Ou simplesmente desejou morrer três vezes para não passar por aquilo de novo.

7. “Sim, vamos fazer tudo de novo agora mesmo!”

Essa é uma mentira típica das mulheres boas de cama: acabam, deitam e dormem. “Pode ser que você até tenha vontade de fazer de novo em seguida, mas fica tão exausta e sensível que fala só pra mostrar que é uma ‘incansável na cama’, quando, na verdade quer só ficar deitadinha descansando”, entrega Dani, que confessa já ter feito isso algumas vezes. Talvez seja a mais incomum das mentiras já que, na maioria das vezes, os homens é que dormem antes mesmo de nós falarmos qualquer coisa.

8. “Nossa, eu nunca tinha feito isso antes”

Muito usada quando as mulheres transam com o cara “no primeiro encontro” e querem se fazer de puríssimas, que nunca tinham liberado tão rápido e que, desta vez, só aconteceu por puro mérito do cara. “Esta, aliás, é a minha preferida”, conta Thatiana. “É bem típico de mulheres que não assumem o que, de fato, acreditam. Quer dizer: a mulher que se utiliza de tal mentira acaba por ferrar com todas as chances de ter algo com o cara, afinal, ela mesma está dizendo que não se respeita por ter transado com ele no primeiro encontro. Ela está tomando decisões por si, porém querendo usar-se de valores machistas para se justificar por uma escolha que não teria nada de errado”, completa.