Uma pesquisa feita com 2.000 mulheres revelou que elas se criticam, em média, oito vezes por dia. Uma em cada sete entrevistadas disse que faz comentários negativos sobre si várias vezes ao longo do dia. E 46% afirmam que o primeiro deles vem antes das 9h30. A estudo foi feito por pesquisadores do Vigilantes do Peso, em Londres.

As mulheres se olham no espelho mais de seis vezes ao dia, totalizando uma média de 50 minutos, durante um período de 24 horas. Um quinto das mulheres diz que nunca foram felizes com o próprio reflexo, citando o espelho como seu crítico mais cruel. Apesar de não gostar do que veem, elas se tornam ainda mais ansiosas e querem se olhar cada vez mais – sempre que há uma oportunidade. Nos espelhos do carro (50%), em vitrines (48%) e em elevadores (44%).

“Estou gorda”/ “Preciso emagrecer” lidera entre as autocríticas. Os pesquisadores culpam o Instagram e outras redes sociais pelo excesso de preocupação com a própria imagem. Questões relacionadas ao corpo estão muito à frente de problemas financeiros ou conjugais. “As mulheres são bombardeadas por imagens de perfeição e sucesso o tempo todo”, afirmaram os pesquisadores ao jornal inglês “Mirror”.

Veja abaixo as 20 maiores autocríticas femininas:

1 – Estou muito gorda
2 – Estou obesa
3 – Meu cabelo está zuado
4 – Minha barriga está enorme
5 – Não faço exercícios o suficiente
6 – Estou mal vestida (quando perto de outra mulher)
7 – Não ganho o suficiente
8 – Estou tendo um dia gordo/ fazendo gordices
9 – Não uso visto algumas peças por que não vou conseguir sair delas depois
10 – Eu queria ser fotogênica como as outras meninas do Instagram/Facebook
11 – Estão falando mal de mim pelas minhas costas
12 – Estou mal vestida
13 – Não sou estilosa
14 – Não faço sexo o suficiente com o meu marido/namorado
15 – Não sou criativa como as outras mulheres
16 – Minha bunda está enorme
17 – Não sou organizada como as outras mulheres
18 – Não passo muito tempo com meus amigos
19 – Não estou usando maquiagem o suficiente
20 – Não sou atraente para o meu parceiro

LEIA TAMBÉM: Mulheres gordinhas têm vida sexual mais ativa