Caso perguntássemos para cada um de vocês: “O que você considera traição?”, certamente, teríamos respostas das mais diversas. Isso porque, cada um tem seus limites, cultura, religião. Isto é, diversos fatores influenciam o que cada um define por traição.

A traição normalmente envolve pelo menos um desses três elementos: sigilo, envolvimento emocional e alquimia sexual, escreve Esther Perel, Ph.D., especialista renomada em relacionamento em seu livro The State of Affairs: Repensando a Infidelidade. Na verdade, a traição geralmente é definida menos por um comportamento específico e mais pelo elemento de engano.

Em um estudo recente publicado na revista Personal Relationships, definiram o ato assim: “é o segredo, o engano e as omissões que parecem ser realmente centrais para as definições de infidelidade”.

Como os casos de infidelidade são tão únicos, perguntamos aos especialistas sobre os diferentes tipos de traição e como elas podem aparecer em relacionamentos reais.

TER INTIMIDADE FÍSICA COM OUTRAS PESSOAS

Autoexplicativo. Impossível ser mais claro que isso. Afinal, qualquer tipo de toque, beijo ou comportamento sexual com uma pessoa que não é seu parceiro exclusivo é comumente encarado como traição.

Até mesmo em uma relação não-monogâmica existem restrições. Por exemplo, ter relações com alguém do círculo social.

GUARDAR SENTIMENTOS POR OUTRA (O)

Infidelidade emocional é uma outra forma. Assim como comportamento sexual, o emocional também conta. Seja continuar gostando de ex ou de alguém que acabara de conhecer. Esconder isso e não ser transparente definitivamente será um problema no futuro.

TER FANTASIAS COM OUTRAS PESSOAS

Fantasias saudáveis entram no território da infidelidade quando podem levar a um comportamento inseguro ou desonesto. Caso a sua fantasia bissexual é mais uma tentação de ver como seria ficar com aquela garota gostosa no bar e menos uma faísca para o relacionamento sexual, isso poderia ser um problema.

ESCONDER A VIDA FINANCEIRA

Ter segredos financeiros pode ser equiparado com trair. Deixar de informar seu parceiro sobre a vida financeira ou tomar decisões que afetam ambos pode ser considerado uma infidelidade. Especialmente se você estiver gastando no que não fora combinado.

INFIDELIDADE NAS REDES SOCIAIS

As redes sociais tornaram a vida sexual mais fácil de certa forma. Porém, nem tudo são rosas. Especialmente, se estiver em um relacionamento. Mexer no celular quando deveria estar conversando com seu parceiro pode sugerir que a relação com o aparelho ou redes sociais é mais significativa que o seu relacionamento.

A infidelidade nas redes sociais toma outras formas. Uma delas é o desejo por algum(a) influencer digital, com direito até a DMs enviadas. Outra forma é a de curtir ou stalkear ex-namorado(a).

ASSISTIR UM EPISÓDIO SOZINHO

Muitos casais assistem a séries juntos. Acompanham o desenrolar das temporadas e comentam um com o outro. Porém, às vezes, um dos dois não tem tempo para ver o episódio. O outro por sua vez, tem tamanha curiosidade que simplesmente não consegue esperar para ver junto e então assiste sozinho.