Tudo parecia normal em mais um vôo da Qatar Airways, mas por uma razão inusitada o piloto foi forçado a fazer um pouso de emergência.

A anomalia não foi gerada por ventos fortes, tempestades ou coisas do tipo, mas por uma traição.

O New York Post possui mais detalhes:

Uma mulher iraniana, que estava com seu marido e seu filho em um vôo Qatar Airways de Doha para Bali, no domingo, desbloqueou o telefone do seu marido que dormia. Ela encontrou evidências de que ele estava traindo.

O conteúdo incriminatório – juntamente com algumas bebidas – levou a fúria da esposa.

A fúria era tamanha que o piloto teve que fazer uma parada no horário não programada para expulsar a família. A situação ficou “fora de controle” e o piloto tomou a decisão de desviar para Chennai, na Índia. A família de três foi descarregada no aeroporto de Chennai e o avião continuou sua viagem a Bali.

Aparentemente a viagem para Bali fora arruinada. Eles voltaram para Doha depois de serem limpos pela segurança.

Uma declaração oficial da Força de Segurança Industrial Central da Índia confirmou o incidente:

“Uma senhora, juntamente com seu marido e uma criança, todos cidadãos iranianos, foram descarregados pela Qatar Airline enquanto a senhora passageira (que estava intoxicada) mal comportou-se com membros da tripulação em vôo”.

Fonte: Maxim

2.924

Leia também