Quando começamos a namorar, torcemos para que a namorada se dê bem com nossos amigos. Porque não tem coisa pior do que ficar no meio dos dois, sabendo que não se dão bem. Mas uma pesquisa revelou que essa aproximação em excesso pode ser um problema.

Homens cujas namoradas se dão muito bem com seus amigos sofrem na cama, afirmam cientistas. Um estudo realizado pela Cornell University descobriu que homens mais velhos que passam a maior parte de suas vidas sociais ao lado das parceiras são mais propensos a sofrer de disfunção erétil.

O fenômeno foi apelidado de “parceira de intermediação” – quando a parceira está sempre entre o homem e seus amigos. Cerca de 25% dos homens pesquisados passam pelo problema.

broxa

Misturando as coisas

Homens que convivem com uma ‘parceira de intermediação’ nas relações amorosas são mais propensos a ter problemas para obter ou manter uma ereção e também costumam ter mais dificuldades em atingir o orgasmo durante o sexo – comentou em entrevista ao “Daily Mail” Benjamin Cornwell, que realizou o estudo com Edward Laumann, da Universidade de Chicago.

Os cientistas dizem que esse tipo de relação míngua a sensação de autonomia e privacidade, que são centrais no conceito tradicional de masculinidade. Eles afirmaram que mulheres que tentam administrar a vida social do marido também podem vir a acumular problemas para si mesmas.

Fonte: O Globo

162