Descubra o que as garotas do Testosterona CAM estão fazendo agora - 24 horas online

Em tempos de Olimpíadas, o pessoal da maior rede social adulta do país, o Sexlog, traçou um paralelo entre o maior evento esportivo do mundo e a sexualidade do brasileiro, entrevistando mais de 10 mil pessoas.

O resultado apontou que quando o assunto é sexo, os brasileiros são empenhados: treinam muito e aquecem devidamente antes das “partidas”. Os treinos, por exemplo, acontecem com frequência: 69% dos respondentes revelaram se masturbar de uma a sete vezes por semana – no Rio de Janeiro, 40% das pessoas afirmaram manter esta frequência. O Maranhão se destacou entre os “chinelinhos” – termo comum no futebol quando nos referimos a alguém que não se dedica aos treinos – neste quesito: 33% dos entrevistados revelaram não ter o hábito de se masturbar.

capa

Jogo é jogo

Sobre o aquecimento, os índices gerais de dedicação são ainda maiores: apenas 2% dos milhares de usuários respondentes não aderem às preliminares. “Essa porcentagem esmagadora talvez tenha sido a mais surpreendente da enquete inteira. A gente vive com pressa e ocupados, e perceber que as pessoas ainda dedicam tempo e esforço para satisfazer ao outro é algo positivo”, explica Mayumi Sato, Diretora de Marketing da Sexlog. Enquanto isso, 56% demoram mais de 30 minutos antes da “partida”.

Desempenho

O Acre se destacou quando o assunto é este desempenho específico: 97% dos seus entrevistados passam mais de 20 minutos estimulando o parceiro antes do ato principal. E o cronômetro não para por aí: 65% dos mais de 10 mil usuários que participaram da enquete têm uma performance que dura mais de 30 minutos ao todo. O Rio de Janeiro (60%) e o Distrito Federal (68%) são os mais resistentes neste quesito. Nada de 100 metros rasos: temos um país repleto de maratonistas.

Veja o infográfico completo:

infografico