Testosterona Corp.

camisinha
Não adianta vir com essa de “eu não” porque nós sabemos – todo mundo já abriu um pacote de camisinha com o dente. Na hora da pressa, é o que tem, né? E parece que, quanto mais pressa, mais difícil de abrir.

Mas também existem outros erros que cometemos sem saber que podem prejudicar ou alterar as condições físicas dos preservativos. Lembrando que o preservativo é o único método contraceptivo capaz de prevenir também contra todas as doenças sexualmente transmissíveis: por ser impermeável, é a única barreira para as duas situações simultaneamente. Mas a proteção não é completa apenas por usar o produto.

Veja em qual desses casos você também está errando e aprenda, de uma vez por todas, a garantir os cuidados num processo completo com essas dicas:

Se você abre com o dente…

O envelope que contém o preservativo deve ser aberto pelo picote no sentido vertical e somente na hora do uso. A embalagem de Olla traz uma indicação no local do picote para facilitar a sua localização. É importante que objetos cortantes, afiados ou pontiagudos não sejam utilizados para abrir a embalagem. Portanto, todo cuidado é pouco com dentes e unhas compridas e afiadas.

Se você deixa muito tempo guardada…

Na hora da compra, vale ficar muito ligado na data de validade do produto e se ele apresenta o selo do INMETRO, que garante que todos os testes de segurança foram feitos antes de sair da fábrica.

Se você guarda em qualquer lugar…

Os produtos não devem ser muito expostos ao calor, umidade e luz fortes, pois podem ter suas propriedades físicas comprometidas, prejudicando, assim, sua eficácia – capacidade volumétrica e de pressão de estouro, principalmente.

E falando em armazenamento, cuidado ao guardar o preservativo: se ele estiver na bolsa, deve-se evitar colocá-lo próximo de objetos pontiagudos ou que possam danificar a embalagem (presilhas, grampos de cabelo ou chaves) e mantê-lo sempre que possível em sua embalagem secundária. Se o produto for mantido em algum bolso menor ou na carteira, deve-se ficar atento ao período de tempo em que ele fique guardado: nestes locais, a camisinha pode sofrer pressões ou atritos excessivos, que podem comprometer sua característica física.

Se você usa duas camisinhas de uma vez…

Ideia muito comum entre os consumidores, usar dois preservativos durante a relação sexual para garantir mais segurança tem exatamente o efeito oposto: a utilização de duas camisinhas simultaneamente causa atrito entre as paredes dos preservativos e pode causar sua ruptura.

Além disso, lubrificantes do tipo vaselina, óleo mineral ou outros derivados de petróleo não devem ser utilizados, pois danificam qualquer preservativo à base de látex natural. Se a lubrificação extra for necessária, é recomendado o uso de lubrificantes aquosos, como Olla Gel.