Descubra o que as garotas do Testosterona CAM estão fazendo agora - 24 horas online

O barman Kennedy Nascimento foi o campeão da etapa brasileira do Diageo Master Class 2015, competição considerada o “Oscar da coquetelaria”, que procura o melhor barman do mundo. Com 22 anos à época, o rapaz contratado pelo empresário Facundo Guerra para gerenciar balcões, criar cartas e treinar equipes das casas do Grupo Vegas.

Apesar da pouca idade, Kennedy se apresenta sempre muito maduro, bem vestido e equilibrado. Aliás, isso é uma das coisas a que ele dá muita atenção em seus drinks: “O equilíbrio é uma das partes mais importantes, é uma parte bem complexa da coquetelaria, mas em resumo o drink não pode ser muito doce, muito amargo, muito acido e nem muito alcoólico, a busca desse equilíbrio é imprescindível para um bom coquetel”, explica.

kennedy-nascimento

Encontramos Kennedy num evento em São Paulo e batemos um papo rápido sobre a profissão de bartender, responsabilidades e, claro, drinks. Confira:

 

Dá pra fazer drink com “tudo e qualquer coisa”?

Todos os destilados e frutas sim, dá para tentar.

Qual é o SEU drink preferido?

Gosto muito de dois, um é o Sazerac, é um drink clássico de New Orleans a base de Cognac, açúcar, bitters e absinto, mas eu adoro o Daiquiri também: Rum, limão e açúcar.

O que você não coloca nos seus drinks de jeito nenhum?

Ingredientes de qualidade duvidosa.

Você deve ser o cara mais alugado nas festas de família para cuidar dos drinks, não?

Eles tentam (risos), mas normalmente, para poder aproveitar a festa também, eu faço um bowl gigante de ponche.

Keep calm and make a big negroni🍸👌🏻#kennedycocktails #drinkresponsibly #cocktail #drink

A post shared by Kennedy Nascimento (@kennedynascimento__) on

 

A profissão é reconhecida?

Sim, a cada dia mais a profissão de bartender vem crescendo e se profissionalizando, vejo que está acontecendo do mesmo jeito que vimos o movimento dos chefes de cozinha a alguns anos atrás, isso é muito bom.

Qual o maior erro que você identifica em bares, restaurantes e festas com relação a bartenders?

Acredito que a pior coisa que possa acontecer é a falta de profissionalismo, nós atrás do bar estamos lidando com álcool, que é uma droga, na minha opinião o bem estar dos clientes são de responsabilidade dos bartenders, em muitos países como Austrália por exemplo o bartender pode perder sua carteirinha que é o que o permite exercer a profissão, se no seu bar eles encontrarem algum cliente muito intoxicado. Acredito que nossa função é proporcionar uma experiência única naquele momento, isso inclui saber oferecer algum prato que possa acompanhar o drink, oferecer sempre bastante água entre um drink e outro e se possível chamar um táxi quando o cliente estiver indo embora.