Home Acompanhantes Dani Buenno – Inteligência e beleza de sobra

Dani Buenno – Inteligência e beleza de sobra

Nome: Dani Buenno (Dbueno)
Idade: 33 anos
Cidade: São Paulo
Twitter: DbuenoA

A Dani Buenno é um exemplo de quem se encontrou na sua profissão, não tem medo de dizer o que pensa e é muito esclarecida sobre as dificuldades e vantagens da vida de garota de programa. Nós batemos um papo super descontraído com ela, que você confere a seguir.

Dani Buenno

Dani Buenno

Há quanto tempo você trabalha como acompanhante e porque você decidiu entrar neste ramo?

Há pouco mais de 3 anos atrás. Decidi entrar nesse ramo por um conjunto de fatores. Mas os principais e em sequência correta é que inicialmente o atrativo é a questão das possibilidades financeiras. Alguém com quem eu saía para sexo casual, um dia resolveu me “presentear” e deixou em minha bolsa um envelope, sem que eu visse. Chegando em casa tal foi minha surpresa ao ver aquilo… Foi um mix de sentimentos. Ao mesmo tempo que me senti acuada e um pouco “ofendida” (talvez por não entender esse nosso mundo e ter naquela fase uma visão totalmente distorcida das acompanhantes).

E como você se sentiu?

Ah, eume senti desejada e empoderada, pois aquela mesma noite havíamos ido a um bom restaurante, eu ganhei uma linda joia, tivemos um sexo maravilhoso, e de quebra ainda ganhei o “presentinho” no envelope. O tempo passou e essa pessoa foi me explicando os motivos pelos quais fez aquilo. E dentro desse conjunto de boas possibilidades, acabei quebrando meu tabu de “professorinha recatada”, e percebi que poderia haver sentido em tudo aquilo ter acontecido.

Como foi no começo da carreira da Dani Buenno?

Eu busquei minhas primeiras experiências saindo com alguém experiente em contratar garotas, para verificar se “tinha jeito” e estaria apta a entrar nesse propósito. Tracei metas, objetivos, e muitas estratégias, e iniciei minha vida já originalmente desde o início como Dani Buenno, nome escolhido por mim e duas amigas da vida pesssoal, que não são acompanhantes, mas entenderam e apoiaram minha decisão.

E como foi a reação da sua família?

Abri inicialmente o fato pra pessoas super importantes da minha família, pra que pudesse iniciar tranquila e mais segura. Ainda escondia rosto e etc, por medo de pais de ex-alunos… ou até mesmo ex-colegas da área da educação descobrirem. Mas o Rio Grande do Sul é pequeno e uma pessoa acabou descobrindo. Aí vocês já imaginam a história toda… Esta pessoa muito me ajudou. Pois passei a ficar mais tranquila e segura com meu trabalho após ser descoberta, até porque minha família já tinha ciência de tal. Sou muito amada pela família e amigos, e vivo com toda a dignidade do mundo mas sem precisar me esconder.

Dani Buenno, como é o seu dia a dia e a sua rotina de trabalho?

Acredito e sempre digo, que nossa matéria prima, é a coisa mais valiosa que temos na vida! Sim, ele, o TEMPO! Então creio que por isso, fiz o meu dia a dia se tornar minha rotina para o controle e correta administração da “minha empresa”.

Dani Buenno

Digamos que você gerencia sua carreira com uma visão mais profissional, então, né?

Sim, preciso ter essa visão a grosso modo, pois isso ao menos no meu caso, favorece a disciplina. E sinceramente não “coloquei a cara” na internet pra fazer algo descentralizado e descompassado. Posso dizer que não há uma rotina maçante, nunca. E essa é a parte boa e mais excitante. Aliado a questão financeira, há encontros maravilhosos e surpreendentes. Então por mais que tente regrar o dia a dia pra manter um cronograma organizado, vivemos sim altas emoções, e isso é bem gostoso em todos os sentidos! 😋💦

E como é sua vida fora do trabalho?

Procuro não viver a Dani Buenno 24h por dia. Até porque ela é muitíssimo elétrica, um pouco abusada e altamente quente! Risos!!. Sério, posso dizer que a Dani é a minha versão que sempre quis ser na vida pessoal, aquela mulher corajosa, ativa, empoderada, dona de si. Mas devido aos padrões da antiga profissão e até mesmo por questões de criação, posso dizer que antes dela surgir em minha vida, eu era bem tímida. Hoje procuro manter o equilíbrio entre as duas. Como diz uma grande amiga, respeitar a Dani, pois ela é o meu sustento e da minha família, ela é a evolução financeira e realização pessoal. Portanto quando ela não tá em ação, tenho rotina, família, vida pessoal MESMO.

Dani Buenno

Dani Buenno, o que mudou na sua vida depois que você se tornou acompanhante?

Praticamente tudo! Lógico que nem tudo são flores e tive que abdicar de algumas coisas. Porém acredito que o tempo e as experiências vão nos moldando. E a cada dia que passa vou aprendendo e vendo que a vida vai se encaixando e voltando cada vez mais ao seu eixo. Tudo uma questão de adaptação e muita, mas muita disciplina. Algumas mudanças são ótimas! Como por exemplo… o sexo e os benefícios pra vida! Quebrei todos os meus tabus, consigo me expressar melhor e passei a ser muito mais seletiva. Hoje vivo o sexo não como algo casual, mas como uma experiência altamente enriquecedora.

Qual foi a coisa mais legal que aconteceu depois que você virou acompanhante?

Foram muitas coisas legais! No começo foi difícil…Mas depois passei a descobrir mil coisas, sobre minha sexualidade, sensualidade, gozar em posições improváveis, prazeres que eu nem conhecia, o poder que a sensualidade de uma mulher pode causar…além de tudo, e resumindo tudo, sinto que a Dani Buenno me empoderou e me fez ser tudo aquilo q eu já queria ser. Ou seja, mudou sim a minha vida.

Quais os aprendizados que você tirou desde que começou a trabalhar como acompanhante?

Inúmeros aprendizados! Assim como todas as áreas do mercado, é preciso lidar com pessoas e situações difíceis, tóxicas, problemáticas ou inseguras. O principal aprendizado que tirei, tanto com clientes quanto colegas, foi fazer a minha parte, ser imparcial e gastar minhas energias apenas com o necessário. Mantenho uma boa relação com muitos e muitas nesse meio e desconheço quaisquer tipos de “picuinhas, mimimi e fofocas” sejam referente a minha ou outras pessoas. Não me relaciono nem topo duplas com garotas polêmicas, com a TL contaminada de indiretas e síndrome de perseguição… Sério, não é isso que o público quer ver, pelo menos o público bom… Queremos ver pegação, gente bonita e alto astral! E tá tudo dando muuuuuito certo assim! Boas relações e sem mimimi.

Dani Buenno

Já precisou lidar com alguma situação desconfortável ou preconceito? Como foi?

Já precisei sim. Inicialmente eu escondia, mas depois que veio à tona a questão da profissão, entre amigos mais próximos e parentes, já tive situações em que fui discriminada, porém fui mais esperta e usei a velha questão: “quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra.”! O serer humano é muito hipócrita mesmo, né? Goooostam de julgar e apontar. Depois que eu passei a me impor e deixei de me envergonhar pelo que sou e me tornei, sei lá, mas as pessoas parece que se inibem com gente segura! Assim as coisas ficaram bem mais tranquilas e dificilmente encaro preconceitos.

E qual foi a coisa mais diferente que algum cliente pediu pra Dani Buenno?

Ah tem de tudo. Mas issso é uma questão de escolha própria. A garota não é obrigada a nada. Eu por exemplo escolhi meu estilo e meu público alvo, de acordo com a minha essência! Eu vou atrair pessoas de acordo com o que eu posto, os valores que pratico, o modo como me posiciono, falo, ou reajo. No começo até havia umas propostas ridículas, mas sinceramente já esqueci… esse público não chega mais no meu telefone. Hoje as propostas mais legais (e que eu amo) é bancar a “esposinha dele”, ir a um belo jantar, um excelente vinho, paquerar outros homens a pedido dele, ir pra boate (isso mesmo no puteiro, swing etc), lá fisgar uma gata bem afim de mim e esticarmos a noite no motel…isso é tooooop amo muito! Agora, sério, as vezes um ou outro me olha com ar de “pena”, e diz: Ai Dani Buenno, tu deve aguentar e pegar cada coisa né? Risos! Sério, eu posso até parecer arrogante mas já vou logo sendo bem sincera: Meu amor eu não mereço menos do que eu pego: homens cheirosos, maravilhosos, de sucesso, de pegada boa… kkkk e ainda me pagam muuuuuitoooo bem! Eu quero desmistificar isso de que toda acompanhante “atura coisas”. Eu sou é bem exigente e feliz com minha clientela! Não preciso e não aceito menos do que os meus princípios me exigem! Sou chata merrrrmo e não me arrependo!

Dani Buenno
Dani Buenno

O que você aprendeu sobre os homens depois que se tornou acompanhante?

Aprendi? Risos!! Aprendi mais ainda que sou totalmente masculina! Defendo mais ainda depois que virei acompanhante. O sexo se torna um resultado. Aprendi que os homens não são exatamente como a maioria das mulheres julgam. Eles não chegam só querendo foder não! Eles são sensitivos, querem bom diálogo, paquera, serem notados, admirados, falar sobre coisas polêmicas, inteligentes, arrancar boas gargalhadas da mulher… Foi isso que aprendi e fico cada vez mais fascinada. Eu amo por algumas horas quem está a me acompanhar… a me olhar e desejar! Não é só sexo! É um conjunto de fatores, um ritual gostoso e único! Agora, quanto aos que desconhecem isso tudo, me desconhecem também. Não chegam a mim. Não é prepotência não. É preferência. Esse é meu modo de lidar. Eu sou selecionada eu sei. Mas seleciono tbm.

Você consegue ter uma vida “normal” depois que entrou neste ramo?

Dá sim pra conciliar muitas coisas, dá pra ter alguém, administrar vida pessoal, mas veja bem, até chegar nesse ponto pra mim pelo menos foi bem difícil. Tu tens que lapidar tua mente, trabalhar muito teu psicológico e passar a ver o trabalho com uma visão artística…ou seja, a Dani Buenno de vez em quando precisa ir pra gaveta. Precisa ficar desligada. Precisa dar lugar a mãe, namorada, irmã, filha… A Dani precisa cair fora um pouquinho pra que a “eu civil” siga tendo seu espaço nessa rotina tão agitada… Quando autorizada ela volta, assim a qualidade de vida está tão em dia a ponto que ela possa voltar desempenhando sua função com maestria. Todos aqui precisam descansar. Tanto a profissional quanto a real!

Dani Buenno
Dani Buenno

Dani Buenno, seus clientes são apenas homens?

Não! Mulheres (solo) e eu AMO! Com algumas saio até hoje, temos tanto a parte do bate papo entre amigas quanto a parte da curtição (sexo). Já os casais: São especiais pra mim! Tenho que ser sigilosa, mas pense na quantidade de casais que confiam seus raros momentos de folga a mim… Casamentos com filhos, mais de 10 anos de união, pessoas super instruídas e bem sucedidas! Experiências absolutamente excitantes. Não largo por nada esses casais! Homens solo eu confesso que atendo mais solteiros do que casados. Sim, pasmem! Os “namoradinhos”, que pedem atendimento com mais frequência, pernoites, jantares, essas saidinhas pro swing etc, geralmente ocupam grande parte da minha agenda! E eu gosto. Apesar de a intimidade ser bem grande, nesses casos o sexo acaba se tornando uma consequência gostosa, inesperada e quente pra ambos. Nada forçado nem cronometrado. Amo mesmo!

O que seus clientes buscam? Apenas sexo ou tem conversa também?

A grande maioria procura a experiência. E confesso que eu também priorizo esses. Tem gente que não gosta quando respondo dessa forma, declarando certo “favoritismo” pelos que saem de 3h pra mais. Eu já não vejo assim. É o meu estilo, as transas mais quentes que já tive foram fruto desse tipo de encontro. Conversas (de conteúdo, bem inteligentes e produtivas), um bom vinho, uma boa comida, uma música de extremo bom gosto… Olho no olho, carinhos aleatórios, e o calor aos poucos trazendo a vontade absurda de invadir o íntimo do outro! Pimba! Kkkkk lá vem o sexo! Sem forçar, sem planejar! Então creio eu que a maioria me procura por esse todo que eu expliquei, esse conjunto. E eu priorizo esses justamente porque gosto de me molhar ao natural, me excitar como se não houvesse nenhum tipo de obrigação sexual da minha parte, (e não há), o que torna a coisa ainda mais instigante, porque é aí que eu quero! E quero com vontade, mas tranquilidade. Carinho, mas intensidade… e assim, envolta em mil paradoxos, é que o momento se torna único e indescritível.

Você já recebeu propostas pra trabalhar como atriz pornô? Toparia?

Já recebi. Muitas. Não toparia, em princípios. A linha não é nada tênue entre o pornô e o que realmente me excita (erótico). Siiiiim eu me masturbo sim! Tenho um arsenal de vídeos no meu telefone pra aqueles momentos em que eu mesma quero me dar prazer! E tenho um gosto meio peculiar. Não me excito muito com o pornô em geral, portanto seria difícil atuar em algo que eu não faria acreditando 100%

O que deixa a Dani Buenno excitada?

Nossa! Vou falar muito assim. São coisas simples. Simplérrimas. Sou muito auditiva. Me excito no motel quando escuto gemidos (não fingidos) na suíte ao lado. Já estou excitada por exemplo só de responder as duas perguntas anteriores a essa. O beijo me deixa excitada. A mão na nuca, um carinho suave nela, e principalmente, mas é sério, PRINCIPALMENTE chupar e acariciar meus seios, até que os biquinhos fiquem duros e latejantes. O fato de imaginar que tem gente escutando eu transar. Abraçar o boy em pé e sentir que ele está bem excitado. Enfim, essas coisas simples, só de falar, me deixam já melada. Pronta! Sem precisar usar lubrificante ou qualquer coisa do tipo. É de enlouquecer… aaaaaiaiiiiiiiiii já to daquele jeito!

Você tem algum fetiche que pode contar pra gente?

Já fiz tanta coisa que meus fetiches são super de boa, tenho vontade de ir a uma suíte dupla dividida por uma parede de vidro. Dois casais. Sem troca, ninguém toca em ninguém. Mas a gente transa se olhando. Por aquela parede. Eita, ainda não fiz exatamente assim, mas quero muito fazer. Já sonhei com isso, e já imaginei também enquanto transava com meu namorado. Acho que eu ia pirar.

Quais as qualidades que você mais aprecia num homem?

Bah essa é fácil! Inteligência, persuasão, segurança, beleza é claro (sem um padrão, mas eu falo de beleza relativa, os traços, físico, jeito, olhar e aparência que me chamem atenção e me causem aquela “piscadinha” bandida, risos!! Pegada (saber a hora de ser carinhoso e de ser intenso), beijar com a alma, usar a língua sentindo o prazer que está causando… sensibilidade (no falar, agir, se posicionar).

Dani Buenno, você já conhecia o Testosterona?

Já sim! Aliás um ex-namorado uma vez me mostrou. Eu adoro a forma como o site aborda as garotas, dando a possibilidade de nos expressarmos com maior liberdade, e sinceramente eu tenho a maior honra em participar. Nunca imaginei que um dia faria parte. Estou mesmo lisonjeada! ❤️

Deixe um recado final pros nossos leitores

Eu já me estendi bastante nas respostas aqui. Mas quem me conhece sabe, que com a vida a gente pode ser mais direto, sem mimimi e lamúrias. Eu vivo rindo sozinha pelos cantos porque sou feliz. E como eu consigo? Simples… se a vida te da um limão, faça uma limonada, se te dá uma pedra, toca uma batucada… Não somos melhores ou piores, não seja doente ou escravo do teu ego, não fique se comparando com outros. Supera e respeita a ti mesmo. Dá risada dos teus tropeços e faz melhor na próxima! Ahhhh e só mais uma coisa: Seja humilde, sempre! Tem gente que declara ódio a vc, mas segue teus passos. Não seja isso. Admita que se inspira, admita o erro, peça desculpas. Isso limpa a alma, vai por mim! Gostaria de agradecer a oportunidade e todo o carinho do público do Insta e do Twitter, aos leitores do site e toda a galera q tá sempre aqui me acompanhando! Vocês fazem parte de muitas alegrias!

Veja Também: Sites de Acompanhantes | Atriz porno que faz programa | Acompanhantes Instagram | Sexo

COMENTE JÁ

Mais posts pra você