Home Blog do Edu O que aconteceu com o Edu Testosterona?

O que aconteceu com o Edu Testosterona?

Caro leitor, aqui estou novamente pra escrever mais um “Blog do Edu”. Eu sempre prometo pra mim mesmo voltar a fazer posts como este, que é quase um diário virtual, onde o contato com o leitor fica mais próximo, mas nunca sai como o planejado.

Com a mesma frequência com que me lembro que preciso escrever mais, as tarefas de gerenciar o blog acabam por consumir o meu tempo, e quando dou por mim, vejo que passei a semana toda editando ensaios, entrevistas, posts escritos pela equipe do blog, mas eu mesmo não criei nada novo outra vez!!

Nessa correria o tempo passa, o trabalho fica um tanto quanto chato e a criatividade dá vez ao cansaço.

Tá, mas e o Edu Testosterona?

Vale começar contando que o “Edu Testosterona” surgiu sem nenhum planejamento, assim como o blog. Quando decidi criar nosso perfil no twitter, nos idos de 2009, o nome de usuário ideal seria apenas @testosterona, mas este username já estava registrado.

Além disso, o twitter até hoje permite apenas 15 caracteres pra nome de usuário, e por apenas um mísero caractere não deu pra registrar @blogtestosterona, então acrescentei meu apelido na frente, e foi assim que o Edu Testosterona nasceu.

Nunca saberei como as coisas teriam acontecido se eu não tivesse usado este perfil como conta pessoal e também como conta pra divulgar o blog. Mas mesmo sem planejamento algum as coisas deram certo, e pouco tempo depois mais de 100 mil pessoas lá estavam pra ver os tweets do jovem Edu Testosterona.

Vivendo o sonho

É até entranho contar que eu tenho aversão à “fama”. Sempre quis que o blog crescesse e ao mesmo tempo gosto de ficar apenas nos bastidores.

Aos poucos fui entrando no personagem e o Eduardo pacato, tímido e que gosta de ficar em casa foi dando lugar ao Edu Testosterona, super confiante, que fala qualquer merda (eu falei merda pra caralho!), que administrava um blog com milhares de fiés seguidores, e o melhor, que recebia nudes das leitoras até dizer chega, numa quantidade inacreditável. Eu vivi o sonho, não vou negar. O Edu Testosterona fez de mim uma outra pessoa.

Sem esse alterego eu não teria sequer sonhado ter coragem de conversar com mulheres maravilhosas que o blog me permitiu conhecer, e foi bom, me fez um bem que eu não sei explicar.

Entrar no personagem e ver que as leitoras queriam me conhecer, mesmo sem eu mostrar a cara em momento algum, bagunçou minha cabeça, mas eu aproveitei, e conheci muita mulher incrível. Namorei, terminei, casei, separei, fiz muita farra, viajei pra conhecer gente em outros estados, e não me arrependo de nada. Mas já deu.

Amadurecendo

Agora, já mais velho e sem aquela ânsia quase psicótica de aproveitar o tempo perdido de quando eu não era ninguém (Como se o Edu Testosterona fosse alguém! mas eu achava que era). Vejo os lados positivos e negativos dessa inesperada “fama”. Eu me joguei de cabeça, o blog ficou em segundo plano por um bom tempo, anos eu diria, eu só queria farrear.

Assumir essa persona fez de mim em alguns momentos uma pessoa pior, deslumbrada, e que se perdeu no personagem. E agora, acho que o Edu Testosterona não precisa mais existir. O blog nunca precisou dele, só o Eduardo precisava dele. Quem ainda acompanha o Testosterona no twitter deve ter percebido que nossa @ lá mudou, e que agora eu tenho um perfil que é só meu, onde eu não preciso viver um personagem que já deu o que tinha que dar!

Até a próxima. Quem sabe não volto com histórias dessa época de insanidade, dedo no cu e gritaria no próximo post. O que vocês acham?

Mais posts pra você

COMENTE JÁ