Home Camgirl Claire – O Sex Work foi uma libertação!

Claire – O Sex Work foi uma libertação!

Mais uma camgirl com uma história de vida interessantíssima, a Claire começou sua carreira no Sex Work após abrir seu relacionamento, aliás, contou a esse ser jurássico que vos escreve que está praticamente vivendo uma 2ª adolescência. Confira isso e muito mais na entrevista que fiz com ela…

Claire

Primeiramente Claire, conte um pouco pra gente da sua trajetória, há quanto tempo você trabalha com produção de conteúdo adulto e como você entrou neste ramo?

Vendi meu primeiro pack no início de 2019, ainda desajeitada, apenas usando meu celular velhinho. Meu primeiro “Set” me custou uma noite inteira usando timer, mas fiquei muito orgulhosa de mim. 🤣 Comecei a trabalhar com isso depois de notar o tempo que usava respondendo pessoas no Tinder. Tinha acabado de abrir a relação e passei por uma 2ª adolescência. Voltei a me sentir desejada, a descoberta da individualidade mesmo estando casada foi incrível, isso pode parecer banal, mas às vezes nos anulamos numa relação monogâmica. Posso dizer que no meu caso, para ambos, foi uma libertação, muito aprendizado e às vezes não foi gostosinho.

O que você mais gosta no seu trabalho como Camgirl? E o que você não gosta? Hoje já é sua atividade principal? 

Claire: Como Camgirl o que mais gosto é a possibilidade de interação com pessoas tão diversas e a delicadeza de poder acessar a intimidade delas. Dentre fetiches e fantasias, é possível vislumbrar fragilidades, sonhos não realizados, frustrações. Poder aliviar algum peso é gratificante. O que não gosto? Assim como todo trabalho sexual, lidar com o fato de que não é socialmente aceito às vezes pesa. Sim, é minha atividade principal.

Como é para você Claire, a sensação de ser desejada por tantos homens?  Você se considera exibicionista?

Muito exibida, sempre fui exibicionista! De fato adoro ser desejada, talvez ser admirada seja uma palavra mais próxima. Todos almejam reconhecimento de alguma forma e essa é a minha.

Como é seu dia a dia e sua rotina de trabalho? E quando não está trabalhando, o que você gosta de fazer nas horas vagas? 

Claire: Trabalho todos os dias pela manhã. Então tento reservar um ou dois dias de descanso, longe de redes sociais inclusive, quando não estou trabalhando “aqui”, sou dona de casa e agora mãe em tempo integral por causa da pandemia. Aliás, curto muito brincar com minha filha, que é tão diferente de mim. Calma, observadora… Eu e o papai somos dois babões.

Você faz um planejamento para criação do seu conteúdo para o OnlyFans e demais plataformas ou faz por prazer e deixa o instinto te levar durante as gravações? 

Claire: Normalmente aproveito quando estou em streaming para fazer o material, fotos e vídeos curtos. Pois percebi que para mim não dá muito certo agendar postagens, eu gosto de estar o mais perto possível do tempo real, de oferecer momentos verdadeiros da minha presença. Então eu até agendo, mas no máximo para o dia seguinte ou para meu dia de folga. E às vezes não posto nada, dependendo do meu astral. A produção é sempre bem simples, procuro sempre ter boa luz, luz natural, pouca ou nenhuma maquiagem, adoro minhas máscaras.

Você trabalha com a produção de materiais personalizados, né? Recebe muitos pedidos inusitados por parte dos seus fãs? Lembra-se de algum curioso que possa nos contar Claire? 

Trabalho, sim. Acho que o pedido mais inusitado foi contrair minha panturrilha. O cara era maluco por isso e inclusive tinha um blog dedicado apenas a isso: “flex calves”. Tem gente que curte ver a gente arrotando em streaming também. Uma vez até consegui. O moço disse “thank you” e foi cuidar da vida dele. hahaha

O que mudou na sua vida depois que você passou a trabalhar como sex worker? As pessoas próximas a você te apoiaram?

Claire: Agora tenho tempo e dinheiro. Não muito dinheiro, mas uma vida tranquila, com planejamento financeiro. Conto com apoio da minha família e amigos também. Sem isso não seria possível seguir nesta atividade.

A proposito Claire, já sofreu preconceito por ser sex worker, como lida com isso?

Ainda não, mas também nunca tentei sair da minha bolha quentinha. Mas tenho meus meios de me proteger, procuro sempre meditar sobre. A vulnerabilidade em ser Sex Worker às vezes me preocupa. Procuro sempre apoiar quem está neste meio.

Além de cam model e material para o OnlyFans, você pretende expandir seus conteúdos para outras plataformas, como o Xvideos e PornHub? 

Claire: Não pretendo por enquanto. Eu comecei com o PornHub, mas não me senti segura pela exposição que poderia ter. Estou confortável por enquanto e ainda tenho muito que aprender onde estou.

Apesar de trabalhar com conteúdo erótico, Claire, você curte assistir pornô também? Algum tipo preferido?

Muito! Adoro! Principalmente pornô LGBT, são os que eu mais amo.

Da mesma forma, o que te excita na hora do sexo e o que alguém precisa ter para chamar sua atenção?

Claire: Cada situação é única. Não tem uma coisa que é “tiro e queda”. Não tenho ideia do que uma pessoa precisa ter, porque as pessoas por quem me sinto atraída são muito diversas. Talvez seja isso, a diversidade, uma personalidade marcante, um cheiro, o olhar… O conjunto de fatores. 

Claire, tem algum sonho que você ainda deseja realizar? Você tem alguma sex worker que te inspire?

Meu sonho era as pessoas poderem andar peladas pela rua sem se preocupar com nada nem ninguém. Mas como acho que isso não seria possível, me contentaria com pessoas se achando belas como são, o padrão vigente deixa as pessoas muito frustradas e acho isso muito triste. Acho que posso ter fugido ao tema… Tenho várias Sex Workers que me inspiram: Monique Prada, Naomi Campos, Hilu, Amra, Wichita, Jess, Sally d’Angelo, Julha… O problema é que são muitas!!! Isso falando apenas em mulheres, né? É muita gente. 

Que dicas você daria pra uma garota que está pensando em se tornar uma Sex Worker ou mesmo só para mulheres, homens ou casais que desejem explorar mais seu lado exibicionista?

Claire: Cuide da sua privacidade. É algo precioso e cada vez mais raro nos tempos atuais. Aliás, procure seguir as pessoas que se parecem o que você deseja se tornar, pessoas de um nicho do qual você faria parte. Seu corpo é lindo e perfeito. SEMPRE tem um nicho para seu biotipo. Você não precisa de nada além de você mesma: dedicação, foco e disciplina são mais importantes que uma boa câmera (eu não tinha) e iluminação (aprendi fazendo também). 

Por fim, muito obrigado pela atenção e carinho de nos receber. O espaço é todo seu Claire , deixe um recado final para nossos leitores. Onde as pessoas podem encontrar seus conteúdos?

As pessoas me acham no OnlyFans como MilfClaire, no twitter e no Testosterona Cam, aguardo a visita de vocês lá!

E é isso senhoras e senhores! Assim sendo, nos falem suas impressões sobre essa entrevista da Claire, e deixem suas sugestões de pauta, é muito importante saber o que nossos leitores pensam…

Então, gostou do post com a Claire? Então deixe sua opinião nos comentários!

Veja Também: Sexo | Pornhub | Xvideos Brasil | Melhores Sites Porno

COMENTE JÁ

Mais posts pra você