Home Camgirls Toda simpatia da camgirl e suicide girl Pit Magrin

Toda simpatia da camgirl e suicide girl Pit Magrin

Nome: Priscila Magrin Marques (Pit Magrin)
Idade: 25
Cidade: Hortolândia-SP
Twitter: @pitmagrin
Instagram: @pitmagrin

A Pit Magrin já fotografou pro Testosterona Girls duas vezes, portanto esta não é a primeira vez da morena por aqui. Dessa vez conversamos com ela sobre o seu trabalho como camgirl. Confira a seguir.

Pit Magrin

Pit Magrin

Como começou a trabalhar como camgirl? Foi difícil entrar neste ramo?

O fato de já estar no meio da fotografia sensual e nu fez com que eu conhecesse o mundo do cammimg, porque muitas meninas do meio da fotografia eram camgirls também, e isso acabou me inspirando e incentivando a entrar no meio. A Carol Castillioni foi uma das meninas que me fizeram entrar pro meio, e só não foi tão difícil por que além de eu já ter uma certa facilidade com a câmera e gostar de me exibir, a Carol me ajudou muito com dicas e tudo mais, então facilitou bastante.

O que você mais gosta no seu trabalho como camgirl?

Gosto de conhecer a diversidade de pessoas que existe, conhecer os gostos, os fetiches, a história de muitas delas, e também me divirto muito com alguns usuários! Poder ser eu mesma, entrar a hora que eu quiser e puder, essa liberdade que a cam trás é demais.

Pit Magrin

E o que você não gosta?

Não gosto de alguns usuários que entram pra dar ”hate”, que são mau educados e que tentam diminuir e desmerecer o trabalho.

O que as pessoas vão encontrar na sala da Pit Magrin?

As pessoas vão encontrar aquilo que elas me derem, se for bom, gentil, educado terão o melhor de mim, mas claro sempre com muita naturalidade e verdade, não sei fingir. Se for ruim, apenas serão bloqueados, risos!

Tem alguma sexworker que te inspira ou serve como referência pro seu trabalho?

Muitas meninas desse meio me inspiram de alguma forma, mas a Carol Castilioni (@carolcast) e Emme White (@emmewhite) por serem mamães e sexworkers e ainda dão conta de tudo são maior inspiração! Mas também admiro muito a Juliana Villegas (@Juliana520k) e Mia Cherry (@miacherry_) são mulheres que dão show em conhecimento, simpatia e ainda fazem um trabalho social.

Pit Magrin, como é pra você a sensação de ser desejada por tantos homens?

É legal pro ego de qualquer pessoa, né? Risos! Só que mais do que ser desejada eu gosto mesmo é de ser querida, que gostem de mim pelo que eu sou.

Pit Magrin

Você faz um planejamento pra criação do seu conteúdo?

As vezes nem da tempo de planejar pela correria que é minha vida, risos! Geralmente eu penso em algo ali na hora mesmo meio aleatório e vou fazendo, mas gosto de usar cosplays, fantasias, uma maquiagem ou lingerie diferente e assim vai…

Você recebe muitos pedidos inusitados por parte dos seus fãs? Lembra de algum curioso?

Sempre tem os pedidos inusitados, risos! Mais quando eu estava grávida, e agora que amamento muitos pedem pra ver espirrando leite, porém é um fetiche que não me agrada.

Você passou a ver os fetiches dos homens de outra forma depois que começou a fazer camming?

Antes eu não entendia muito bem esse mundo de fetiches, hoje trabalhando com camming entendo que é uma forma de sentir prazer e nem sempre o meu prazer é igual o do outro, por isso respeito sempre é importante.

Pit Magrin, apesar de trabalhar com conteúdo adulto, você gosta de assistir pornografia?

Gosto, especialmente agora que muita coisa evoluindo na pornografia, o fato de existir hoje produtora que pensa no bem estar dos atores, que tem a visão da mulher envolvida, seja no roteiro, atrás das câmeras, produzindo é o q mais me deixa feliz como consumidora .

Pit Magrin

Toparia participar de uma produção pornô se surgisse um convite?

Sim, mas só se fosse com meu marido ou solo.

O que a Pit Magrin gosta de fazer no seu tempo livre?

Gosto de tantas coisas! Risos! Adoro ver séries/animes/filmes, algum tipo de atividade física como dançar, treinar, ouvir musica, ser fotografada, sair com os amigos, viajar, ler, um pouco de tudo…

Tem algum sonho que você ainda deseja realizar?

Eu quero ter uma casa própria pra poder além de deixar de pagar aluguel poder ter um espaço grande pra resgatar alguns bichinhos de rua. Também quero viajar o mundo!

Pit Magrin, o espaço é todo seu, deixe um recado pros nossos leitores do Testosterona

Quero agradecer ao Edu primeiramente pela oportunidade de estar aqui mais uma vez, e também a todos os leitores do blog, é muito importante ter esse espaço para sermos ouvidas, para conhecerem não só nosso trabalho mas a pessoa que somos por trás desse trabalho, nesse mundo cheio de preconceitos, achismos e marginalização do nosso trabalho como sexworkers esse espaço nos ajuda a quebrar essas barreiras e nos aproxima, valeu Edu! valeu leitores!

COMENTE JÁ

Mais posts pra você