carro1
Conseguir placa preta em um carro antigo
é o sonho de inúmeros fãs. Até porque, a placa preta dá certo status ao dono e valoriza muito o veículo.

Ao contrário do que muitos pensam, quem define se o veículo terá a placa preta são os clubes de carros antigos, então este é o primeiro passo. Pesquise bem e veja quais as exigências de cada clube para a certificação, então afilie-se a algum automóvel clube de sua cidade. E embora haja essa variação de regras em cada clube, há alguns pontos que são bem específicos em todos os locais:

Idade mínima do veículo

Para certificar o carro como antigo e obter placa preta, é preciso que o mesmo tenha, no mínimo, 30 anos. Um Chevette fabricado em 1981, por exemplo, já pode entrar na avaliação.

Originalidade

Como é muito difícil encontrar peças para veículos antigos, os clubes costumam exigir que cada carro sujeito à certificação esteja com, pelo menos, 80% de originalidade. Ainda assim, há alguns itens que contam muito na avaliação.

O que impede que um carro tenha placa preta

Alterações no interior do veículo não permitem a certificação. O interior do carro precisa seguir a mesma linha do original. Tenha em mente que tudo precisa estar de acordo: cores, tecidos, costuras e desenhos.

carro2

Todas as características precisam estar originais, nem pense em usar peças cromadas! Se o carro está com outro motor, tem que ser um motor que estivesse disponível àquele modelo no ano em que foi fabricado. É permitida a retífica de peças internas do motor.

A pintura precisa seguir as cores originais e também os padrões da época. Não adianta ter as cores originais, mas fazer outro estilo de pintura, como degradê, faixas ou outros detalhes que não existissem na pintura original do carro.

Na restauração da pintura, recomenda-se o não uso de massa plástica. Os clubes autorizados a emitir a aprovação para placa preta costumam barrar qualquer carro que esteja com massa na lataria.

Também vale lembrar que a ferrugem pode impedir que você consiga a placa preta para seu carro. Principais itens visíveis, como alavanca de câmbio, volante, trilhos de banco, painel e pedais não podem ter ferrugem. Assoalho também entra na lista.