Na terça-feira (08) rolou o “Oscar” da cerveja nacional, o Concurso Brasileiro de Cervejas. A premiação aconteceu em uma cerimônia em Blumenau no Festival Nacional da Cerveja, que está aberto ao público do dia 09 a 12 de Março.

Foram premiados rótulos em 137 estilos diferentes, nas categorias Experimental (que são aquelas cervejas que ainda não foram lançadas, mas estão devidamente registradas) e Comercial, que já são vendidas. Foram distribuídas medalhas de ouro, prata e bronze para as vencedores em cada estilo.

Confira as principais vencedoras e as melhores cervejas do Brasil:

melhores-cervejas-brasil-2016
CERVEJARIAS CAMPEÃS DE 2016:

1˚ LUGAR: Tupiniquim

2˚ LUGAR: Heilige

3˚ LUGAR: Bodebrown

THE BEST OF SHOW EXPERIMENTAL:

1˚ LUGAR
Cervejaria: Backer
Cerveja: Backer Reserva
Estilo: Old Ale

2˚ LUGAR
Cervejaria: Opera
Cerveja: Seven’r Inn
Estilo: Brazilian Beer

3˚ LUGAR
Cervejaria: Backer
Cerveja: Backer Julieta
Estilo: Belgian-Style Fruit Beer

THE BEST OF SHOW COMERCIAL:

1˚ LUGAR
Cervejaria: Maniba
Cerveja: RED “METH”
Estilo: Old Red Ale

2˚ LUGAR
Cervejaria: Araucária
Cerveja: RedCor Ryequeoparta
Estilo: Rye Beer

3˚ LUGAR
Cervejaria: Urwald
Cerveja: Urwald Dortmunder Export
Estilo: D. Export

CONFIRA TODOS OS VENCEDORES DO CONCURSO AQUI!

Concurso Nacional de Cerveja
E como não poderia deixar de ser, gostaria de parabenizar os meus amigos premiados nessa edição:

Tarsis Patini, mestre cervejeiro da Cervejaria Madalena que faturou duas medalhas de prata. Uma na categoria American Light Lager com a cerveja Madalena Lager e outra na categoria Export Stout com a cerveja Madalena Stout;

Alexandre Bazzo, mestre cervejeiro da Cervejaria Bamberg que faturou três medalhas de prata. Uma na categoria Bamberg Style Marzen Rauchbeer com a cerveja Bamberg Rauchbeer, uma na categoria German Pilsner com a cerveja O Calibre e a outra na categoria Hefeweizen com a cerveja Bamberg Weizen;

Alfredo Ferreira, mestre cervejeiro e sócio do Instituto da Cerveja, que faturou a medalha de ouro na categoria German Pilsner com a cerveja Blondine O Quinto Elemento;

Edson Piovani Jr., mestre cervejeiro da Cervejaria Hoffen, que faturou a medalha de bronze na categoria WeizenBock com a cerveja Hoffen Darkness;

João Belentani, mestre cervejeiro na Cervejaria J Beer, que faturou a medalha de prata na categoria Strong Ale com a cerveja J Beer Wee Heavy;

Guilherme Hoffman, mestre cervejeiro na Cervejaria Nacional, que faturou a medalha de ouro na categoria Coffee Beer com a cerveja Nacional Pingado IPA;

Eu já tomei todas essas cervejas desta galera de cima e aprovo! Quem estiver no festival, vá até o stand deles e peça uma na conta do Bola! =P

SANTÈ!