Home Contos Eróticos Conto erótico: Me Foda!

Conto erótico: Me Foda!

Seja bem vindo à sessão de Contos Eróticos do Testosterona. O conto erótico dessa semana, intitulado Me Foda, foi enviado por uma das nossas maravilhosas Testosterona Girls, a Midu.

Ela é escritora e acabou de lançar seu livro Senhora dos Ossos.

Me Foda

Me foda!

Cansei de trabalhar, estudar e ralar para ter meus míseros dinheiros da bendita vodka do dia a dia. Estou seriamente pensando em abrir um culto ou igreja ou sei lá o que, porém que seja altamente rentável. Vou aproveitar que o mundo está um caos mesmo e introduzirei o culto ao prazer do sexo cotidiano e sem pecados. Sei lá seria uma coisa meio amor, paz e rock n roll. Esqueci que isso já aconteceu nos anos 60 e não deu muito certo, exceto pelos excelentes músicos que infelizmente morreram de overdose. Uma época interessante para ter se vivido.

Fiquei ainda mais frustrada quando estava entrando aqui na loja e tinha um carinha muito gostoso na minha frente, mas brochei quando vi que ele estava escolhendo um joystick para jogar Ragnarock ou sei lá o que. Com certeza do grupo de viciados em game. Eles tentam enfiar o controle do Wii em você porque dizem que dá tesão. Pior quando querem transar e jogar ao mesmo tempo. Esse Wii da Nintendo até que é legal, mas dá um tempo. Faria um cosplay de algo que me desse tesão. Faria carinha de submissa. Usaria uma peruca colorida ou me vestiria de Pikachu. Não importa, me fodendo direito pode até colocar música do Naruto. Também, abordar clientes com a intenção de sexo casual pode dar justa causa, ainda mais quando teu gerente é um virgem de 40 anos que deve ter gozado jogando The Witcher. Imagina quando assistiu a série.

Pessoalmente gosto dos caras que curtem jogar arcade, a moda antiga, com mãos fortes e jogo de quadril. Eles tiram sua roupa sem dó, que se foda as preliminares, já vão enfiando o pau com vontade. O problema da maioria dos caras é ter medo, usar muito da gentileza quando vai foder. O que mais me brocha é o cara que fala demais. Gema, grite e grunhe, mas por favor, eu sei que sou gostosa e sim quero que me foda, mas não precisa ficar falando que nem um retardado. Me irrita profundamente o cara ficar horas me chupando. Não precisa começar me chupando, pode meter, chupar e meter de novo. Provavelmente vou parar no meio e começar a chupar o cara. Desde a cabeça até o saco. Eu gosto de chupar olhando a cara patética que os homens fazem. Gosto de ver sua vulnerabilidade quando nu entrelaçado em seu corpo.

Estou aqui pensando tudo isso e sentindo minha calcinha molhada. Já me masturbei no banheiro do shopping algumas vezes, já transei no banheiro do shopping também. Acho que as melhores transas foram essas, as que eu não esperava. E o tesão de pensar estar fazendo algo errado e alguém nos pegar. Já aconteceu, em um show, estava fodendo atrás do backstage e apareceu um rodie. Falei para o cara continuar e me foder mais forte. Show do show. Foder com músicos é interessante, ainda mais os que nunca mais vai ver.

Nunca falo meu nome verdadeiro, a ideia do cara vir atrás de mim me causa pânico. Gosto de foder, não de ser amiga ou conversar coisas do cotidiano. Para isso tenho meus amigos. Já transei sem nem perguntar o nome do cara, e ele pateticamente vir atrás e se apresentar. Me chamei de Jane, Mary, Lucy. Lucy in the Sky.  Nome de músicas e cantoras. Coisas que gosto. Também gosto de me debruçar no balcão de games, enquanto o idiota do meu gerente fica olhando minha bunda. E me virar rápido para ver a cara dele. O verdadeiro tesão da mulher que gosta de transar é o jogo. Na maioria das vezes tenho mais tesão quando ligo a cam e fico mostrando meu corpo do que quando transo. Escutar o cara gemendo de tesão em aúdio. O barulho do seu pênis sendo masturbado.

De tudo até hoje, o que mais me deu prazer foi esmagar as bolas de um cara com meu salto. Ele nu no chão implorando para que eu pisasse nele. Me senti uma deusa. Toda mulher, submissa ou dominadora quer ser uma deusa. Algumas uma deusa do amor, sendo mimada com belas palavras e presentes. Outras, como eu gosto de ser uma deusa da guerra, que pisa e domina os homens. Quanto aos homens, terá aqueles que querem uma mulher para mandar poesias e mulheres para mandar foto de suas picas. Eu sou a mulher que vai visualizar e não responder.

Vou fazer mais um teste pra ver se sou uma pervertida. Depois volto com o resultado.

Texto: Midu, a Senhora dos Ossos.

Gostou de Me foda!? Então deixe sua opinião nos comentários.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ