Em 2018 o Testosterona completa 10 anos no ar – é muito tempo né? E eu cheguei pra fazer parte da equipe, como quem não quer nada, há 5 anos. Sim, já faz tudo isso.

Cheguei como colunista, fazia alguns textos, resenhas e entrevistas e fui ficando. Em 2014 eu era recém formada em Jornalismo e cheia de energia. Hoje em dia eu fico mais nos bastidores, na organização e fazendo tudo ficar em ordem pra você aproveitar o melhor conteúdo. Mas confesso que sinto muita falta de escrever.

Pra comemorar esse tempo todo, resolvi fazer uma “retrospectiva” das melhores entrevistas e reportagens que fiz ao longo desses anos – e me deu mais saudade ainda.

Gravei um vídeo pro IGTV do Blog, onde eu conto um pouco mais sobre cinco delas, que me marcaram. É difícil elencar por ordem de prioridade, também é difícil recuperar apenas dez. Nesse tempo, eu fiz praticamente todas as entrevistas com as Testosterona Girls, e foram muitas! Não contei com essas por aqui porque seria injusto. Mas separei alguns momentos que me marcaram pra dividir com você.

Bruna Surfistinha (2015)

Não podia faltar, né? É um marco de uma geração, rs. Foi uma entrevista longa de mais de uma hora, num sarau erótico. Ela foi tão atenciosa, falou de assuntos delicados, não fugiu de nenhuma pergunta e se mostrou uma mulher muito forte e empenhada numa nova carreira. Foi muito legal conhecê-la.

Bruno Telloli, Spotify (2016)

O Spotify estava chegando com tudo e todo mundo amava a criatividade das playlists, a agilidade na criação delas e ninguém sabia muito sobre isso ainda. Foi quando eu consegui uma entrevista com o “responsável”, o Bruno Telloli, e descobri que ele fazia tudo sozinho! Melhor emprego do mundo, né? Foi muito legal, acompanho ele até hoje pelo Twitter e agora ele é tão fodão que nem entrevista ele dá mais!

Coberturas UFC

Desde 2105 eu faço coberturas do UFC em São Paulo e no Rio de Janeiro, e infelizmente os melhores textos foram perdidos com o finado Testosterona Sports. Ou a maioria da cobertura acabou ficando em stories, feed do Instagram, vídeos ao vivo. Não tenho entrevistas exclusivas mesmo, até porque o acesso aos atletas é sempre muito difícil, concorrido. Nesse tempo, falei com Minotauro, José Aldo, Minotouro, Tominhas, Bete Correa…

Atrizes pornô (2015)

Foi a primeira vez que entrevistei atrizes pornô. Eu não conhecia como as coisas funcionam no segmento (e certamente ainda tenho muito a conhecer), mas foi muito enriquecedor ouvir essas histórias de vida de mulheres que lutam com tanta força pra fazerem com respeito e reconhecimento o trabalho a que se propuseram. De lá pra cá, fiz muitas outras entrevistas, inclusive estive no palco principal da Sexy Fair em 2017 entrevistando algumas atrizes para tirar dúvidas do público.

Chris Gaver e Chris Nunez (2016)

Quem é fã de reality show de tatuagem sabe quem desses nomes. Os jurados do Miami Ink vieram ao Brasil pro Tattoo Week 2016 a convite de uma marca e eu, claro, fui atrás de uma entrevista com os caras. Eles me atenderam rapidamente mas foi um papo muito divertido sobre o programa, estilos e gostos peculiares.

Suicide Girls (2015)

Lá em 2015 também foi quando eu conheci o Suicide Girls e alguma meninas que já faziam parte do site. Como era comum surgirem dúvidas sobre esse universo, eu montei uma reportagem com grandes nomes da época e recrutadoras, que explicaram como tudo funciona, como entrar, como enfrentam preconceitos etc. Depois, muitas modelos participaram do Testosterona Girls e tive a oportunidade de entrevistá-las também.

Mr. Catra (2017)

Pois é, tive a honra de entrevistar esse mito também. Confesso que eu não esperava alguns comentários tão preconceituosos na entrevista, e outros que acabaram me deixando inclusive em situação desconfortável durante o papo. Mas tudo rendeu um vídeo divertido que está no canal do Testosterona no Youtube. Uma lenda que teve grandes ensinamentos sexuais a dar, rs.

Everaldo Marques (2014)

Acho que foi uma das minhas primeiras entrevistas no blog e eu sabia tão menos de futebol americano na época! O mais legal de tudo isso, foi que ele me quebrou as pernas quando eu cheguei com o gravador: ele conhecia e acompanhava o Blog. Puxou meu celular da mão e ainda gravou um áudio pro Edu. Foi rápido, tinha uma fila de gente pra falar com ele, mas foi memorável.

Modelos do Salão do Automóvel (2014)

Foi uma reportagem bem chocante de fazer. Eu vi modelos desmaiando de fome, vi abordagens constrangedoras, ouvi confissões que não pude publicar. Um panorama sobre o trabalho desgastante que fazem em semanas de Salão do Automóvel e também um pouco sobre o tal esquema “ficha rosa”.

A garota que largou o Supla no altar e ficou com o dinheiro (2015)

É um bônus que eu guardo como uma das entrevistas mais aleatórias que já fiz. O reality Papito in Love procurava uma esposa pro Supla, tinha toda uma jogada envolvida, e a mulher escolhida acabou optando por ficar com o dinheiro na última hora. Foi divertido de tão maluco.