Os homens estão na cozinha – e isso é um fato. Com a popularização de canais do Youtube, programas de culinária na TV aberta, blogs, etc, os homens estão dando fim à história de que “cozinha é lugar de mulher” e mostrando com quantas escumadeiras se faz uma omelete.

Caio Novaes tem 30 anos, é vlogger e mantém o canal Ana Maria Brogui desde 2006, sendo o primeiro canal de culinária do Youtube brasileiro, hoje com mais de 1,3 milhão de inscritos! A missão de Caio é desvendar os segredos das receitas mais famosas, como a cebola empanada do Outback, Yakult, milk-shake do Bob’s, etc, e ensinar qualquer um a fazê-las em casa. Caio já lançou um livro ilustrado com suas receitas e, recentemente, se aventurou no mundo gourmet com seu food truck, que juntou mais de 3 mil pessoas na inauguração em São Paulo.

Para o Testosterona Entrevista, ele contou que não sabia cozinhar nada quando começou o canal, que qualquer homem pode cozinhar e ainda confessou que tem ciúmes da louça suja.

Entrevista: Fran Vergari

Uma vez você me contou que não sabia cozinhar, fazia tudo seguindo receita. É isso?
Exatamente, Fran. No começo do Ana Maria Brogui eu não sabia muito bem o que eu estava fazendo, eu simplesmente tentava fazer e, quando conseguia, publicava para as pessoas terem o incentivo de que “se até eu conseguia, porque elas não conseguiriam?“. Mas hoje, depois de tanto tempo fazendo a mesma coisa, acabei aprendendo um pouco, mas estou loooonge de ser um chef.

Qualquer homem pode cozinhar?
Acredito que sim, qualquer pessoa, de qualquer idade pode cozinhar, já vi crianças manipulando facas na cozinha com muito mais eficiência que um adulto – não que eu ache certo deixar uma criança sozinha com uma faca na mão, mas o talento e a habilidade em cozinhar está dentro de todo mundo, pois é da nossa origem ter que fazer o nosso alimento para sobreviver, só não desenvolvemos isso enquanto “somos alimentados“.

Você acha que (ainda) existe um certo preconceito machista para com os homens que cozinham?
Acredito que antigamente sim, coisa de uns 20 anos atrás, hoje em dia não. O preconceito acabou, ainda mais depois que se popularizaram os famosos, e homens, chefs de cozinha na televisão, como Jamie Oliver, Gordon, Olivier, entre muitos outros. A tranquilidade é tanta que nem tive problema em me chamar de “Ana Maria”.

Algumas mulheres consideram que homens que cozinham passam uma imagem menos machista, mais carinhosa. Você concorda?
Acredito que sim, porque normalmente quem cozinha, também gosta de lavar a louça, organizar tudo depois, até mesmo para poder cozinhar novamente mais tarde, e isso, de certa forma, diminui o machismo de achar que lugar de mulher é na cozinha lavando louça ou organizando a casa.

Muito obrigado as mais de 3.000 pessoas que foram ao evento de inauguração do Food Truck do Ana Maria Brogui ontem, foram 1500 sanduíches, 1000 bombas de chocolate e desculpe para aqueles que não conseguiram comprar. Este primeiro evento serviu para pensarmos em uma série de melhorias para o nosso food truck e também serviu para ver o quanto gostam de mim e do trabalho que faço, muito obrigado mesmo a todos pelo carinho. Deixo meu agradecimento especial a todos os funcionários que me ajudaram, a minha equipe familiar e maravilhosa @fernandaoperez @mahperezz @castellaniperez @dmanfredini, a @vivian.s.cavalcante, ao pessoal do @guiafoodtrucks, ao pessoal do @panelanarua e ao meu sócio e amigo @diegojatoba. Vamos pra frente pessoal!!!!! Valeuuuuu :)))))

A post shared by Caio Novaes (@brogui) on

 

Tem sentido um aumento do interesse por parte dos homens pela cozinha?
Muito! Se olharmos os canais de culinárias que surgem, muitos são de adolescentes que antes teriam “vergonha“ de fazer algo do tipo. Cozinhar se tornou muito mais que um prazer, é uma vantagem. Que mulher resiste a um bom cozinheiro? (risos)

Cozinha no dia a dia ou só para os vídeos?
Cozinho sempre que possível, mas meu dia-a-dia anda muito corrido com os compromissos do canal, tenho cozinhado muito menos do que gostaria, comido fora muito mais do que gostaria, mas sempre que possível, tenho meu momento de prazer cozinhando para minha namorada e família.

E a louça, é você quem lava também?
Com certeza! Tenho um muito ciúme da minha louça, não deixo ninguém lavar, por mais que as pessoas lavem bem ou até melhor que eu, gosto de fazer as coisas do meu jeito. Sou um pouco egoísta com a louça, mas é um egoísmo que ninguém reclama. (risos)