Home Esporte A Teoria do pênalti perfeito de Stephen Hawking

A Teoria do pênalti perfeito de Stephen Hawking

1443 visualizações

Stephen Hawking foi um dos mais importantes físicos da história da humanidade, e sua contribuição à ciência o tornou reconhecido no mundo inteiro. Contudo, o que pouca gente imagina é que ele acompanhava bastante futebol. Nesse sentido, algumas de suas várias teorias científicas são relacionadas ao esporte. Entre elas, a mais famosa é a teoria do pênalti perfeito, um método criado pelo cientista que torna praticamente impossível errar uma cobrança de pênalti, caso o jogador siga todas as três regras descritas.

Velocidade

Segundo a teoria, um jogador tem 87% de chances de marcar o gol caso dê mais de três passos até o momento da cobrança. Assim, a tradicional corrida antes da batida é essencial para que o gol seja marcado.

Posicionamento dos pés

Uma cobrança realizada com a parte lateral dos pés (também conhecido como “chute de chapa”) aumenta em 10% a possibilidade de acerto. Logo, manter os pés bem posicionados no momento do chute também é um fator importante.

Direcionamento

Por fim, o lugar do gol onde o jogador deve mirar é mais um fator importante no cálculo de Stephen Hawking. O estudo mostrou que as chances de um pênalti ser convertido aumentam em 84% caso o atleta acerte os cantos superiores, independentemente do lado.

O pênalti perfeito

Portanto, para um jogador ter quase 100% de chances de converter um pênalti, é preciso seguir essas três regras: correr mais de três passos, bater na bola com a parte lateral do pé e chutar no canto superior do goleiro. Para o estudo, Stephen Hawking provou a eficácia do método analisando todas as cobranças realizadas desde que foi introduzido, na Copa do Mundo de 1978.

Veja mais posts sobre esportes

Mais posts pra você

COMENTE JÁ