Home Esporte Boxe-xadrez, o esporte que une força física com inteligência

Boxe-xadrez, o esporte que une força física com inteligência

934 visualizações
boxe-xadrez

Fundado em 2003, o boxe-xadrez, como o próprio nome diz, mistura as práticas de enxadrismo e pugilismo e surgiu a partir de uma HQ francesa chamada Froid-Équateur, criada pelo cartunista Enki Bilal, onde uma partida fictícia de um esporte parecido foi disputada.

O esporte tem o principal objetivo de testar, ao mesmo tempo, a força e a inteligência do competidor. Assim, para vencer, é preciso ter a combinação de diversas habilidades diferentes, como lógica, estratégia, concentração, agilidade e aptidão física.

Como funciona

A partida tem uma duração de 11 rounds, sendo seis de xadrez (4 minutos cada) e cinco de boxe (três minutos cada). Naturalmente, existem duas formas de se vencer: xeque-mate ou nocaute. Em caso de empate no xadrez, vence quem tiver mais pontos no boxe. Já no caso de a luta terminar empatada, vence quem estiver jogando com as peças pretas no xadrez.

As partidas raramente chegam até o round final e normalmente terminam em uma partida de xadrez. Existem quatro categorias, tanto para homens quando para mulheres: leve, médio, meio-pesado e pesado.

Legado

Atualmente, a prática se espalhou por diversos países e hoje tem até um órgão regulador mundial, intitulado WCBO (Organização Mundial de Boxe-Xadrez). O slogan da federação é “o mais inteligente homem mais durão no planeta”. O fundador do esporte, Iepe Rubingh, foi o presidente por 17 anos, mas faleceu no ano passado. Ele foi homenageado na série “O Gambito da Rainha”, que narra a história de uma grande de jogadora de xadrez e quebrou recordes de audiência na Netflix.

Ainda não existem relatos de partidas oficiais de boxe-xadrez no Brasil, mas como o esporte está se expandindo cada vez mais, não seria surpresa caso surgisse por aqui nos próximos anos.

COMENTE JÁ

Mais posts pra você