Maya Gabeira já pode ser considerada um grande expoente feminino nos esportes, 30 anos e diversas ondas na carreira a surfista especialista em ondas gigantes assombra o mundo por sua coragem ao encarar ondas que fariam muitos desejarem por terra firme.

 

De volta a cidade maravilhosa #riodejaneiro

A post shared by Maya Gabeira (@maya) on

 

No Surf desde 2003, Maya tornou-se em 2008 a primeira mulher a surfar no Alasca, a atleta possui grandes títulos na carreira e já passou por poucas e boas enfrentando as grandes ondas.

Em 2013 Gabeira sofreu um sério acidente ao enfrentar uma onda em Nazaré (Portugal), sendo resgatada de jet ski a bela chegou inconsciente a areia tendo sido reanimada por socorristas no local, do acidente marca que ficou foi um tornozelo quebrado.

 

 

Para quem pensa que um acidente poderia tirar do mar essa bela atleta, achou errado! Ainda no circuito, Maya segue morando em Nazaré, mesmo local do acidente, aonde passa alguns meses do ano treinando em busca de novos desafios. Se Poseidon criou uma mulher para desbravar suas ondas, certamente seu nome é Maya Gabeira

 

Ahhhhh se tivesse esse sol e calor. #domenican @fafeelfantastic

A post shared by Maya Gabeira (@maya) on

 

Um dos próximos feitos de Maya é entrar para o livro dos recordes, tornando-se a primeira surfista a ter nome gravado nas páginas do livro, ela encarou uma onda de 24 metros e poder sagrar mais essa conquista porém ainda é preciso aguardar a medição oficial da WSL (World Surf League, Liga Mundial de Surfe).

E você amigo leitor, teria coragem de encarar uma dessas ondas ao lado de Maya Gabeira?

 

#tbt com as cores das Maldivas

A post shared by Maya Gabeira (@maya) on

 

 

Leia também