Home Esporte Maria Sharapova e o adeus das quadras

Maria Sharapova e o adeus das quadras

Maria Sharapova anunciou na última quarta-feira (26/02) sua aposentadoria das quadras de tênis aos 32 anos. A tenista russa decidiu tomar esse árduo caminho após inúmeras lesões em seu corpo que prejudicaram todo seu desempenho.

A aposentadoria

Em uma entrevista cedida exclusiva para revista Vanity Fair afirmou o desapontamento em abandonar as quadras. Vale lembra que a russa já foi a número 1 do mundo no esporte e ainda ganhou cinco títulos em um dos maiores campeonatos, o Grand Slam.

Como você deixa para trás a única vida que você já conheceu? Como você se afasta das quadras em que treinou desde pequena, o jogo que você ama – um jogo que lhe trouxe lágrimas e alegrias incontáveis – um esporte em que você encontrou uma família, junto com fãs que se uniram por mais de 28 anos? Eu sou nova nisso, então por favor me perdoe. Tênis – estou me despedindo – escreveu à Vanity

Serena Williams e Maria Sharapova

Nascida na Sibéria, Maria Sharapova, dona de uma espetacular beleza que ressaltamos aqui, conquistou o estrelato no tênis ao se tornar primeira mulher russa a vencer o famoso torneio de Wimbledon em 2004 quando tinha 17 anos.

No começo do ano, a tenista jogou duas rodadas do Aberto da Austrália, mas logo perdeu para a croata Donna Vekic. Em sua entrevista à revista ela declara que seu corpo se tornou um empecilho para seu avanço.

A musa russa foi bem sucedida no Grand Slam, quando ganhou na França, em 2012. Dois anos depois, ganharia o campeonato de Roland Garros e as conquistas não paravam mais.

Sharapova não deixou de compartilhar sua aposentadoria também em suas redes sociais, especialmente no Instagram onde postou uma foto de criança ao lado de sua grande aliada, a raquete.

A foto

O tênis me mostrou o mundo – e me mostrou do que eu era feita. Foi assim que me testei e como medi meu crescimento. E assim, independentemente do que eu escolher para o meu próximo capítulo, minha próxima ‘montanha’, ainda estarei me esforçando. Ainda vou evoluir. Eu ainda estarei crescendo – ressaltou.

Apesar de grande atrito com Serena Williams, um dos seus maiores rivais foi seu corpo. Desde de 2007, a russa batalha contra lesões, tanto no ombro, como braço, cotovelo, coxa e tornozelo e inúmeros cirurgias para resolver os problemas mas não as dores.

Em 2016 no campeonato Aberto da Austrália, Sharopava foi pega no exame de doping pelo uso indevido de uma substância chamada Meldonium. Claro que o comitê esportivo atribuiu uma suspensão de dois anos fora das quadras.

 Eu aceitei esses sinais finais quando eles vieram.Um deles aconteceu em agosto do ano passado durante o Aberto dos Estados Unidos. Atrás de portas fechadas, trinta minutos antes de entrar na quadra, eu tinha um procedimento para ‘entorpecer’ meu ombro… Compartilho isso não para obter pena, mas para pintar minha nova realidade: meu corpo se tornou uma distração – disse para revista Vanity Fair.

Sharapova foi segundo a Forbes, umas maiores revistas do mundo, a atleta mais bem paga por 11 anos consecutivos até 2016. Ela ainda é uma empresária e possui sua própria marca de doces Sugarpova Sporty lançada em 2012. Apesar de grandes incertezas no caminho de seu futuro caminho, a russa assume que continuará sendo vitoriosa nas próximas conquistas.

Mais posts pra você

COMENTE JÁ