Ídolo em dois estados brasileiro, Roberto Rivelino envergou a camisa da seleção brasileira na copa de 70 como titular absoluto da posição.

Jogador ofensivo e de estilo próprio, Rivelino fez a alegria de Corinthians e Fluminense durante muito tempo, seu chute potente lhe rendeu apelidos curiosos como “Patada atômica”, já sua identificação com o time paulista o transformou em “Reizinho do Parque”, pelo Fluminense o apelido que mais marcou foi o “Curió das Laranjeiras”. Atuando como meio campo e ponta esquerda ele era decisivo quando se arrancava para o ataque.

Camisa dez em muitos clubes por onde passou ele foi contemporâneo do maior jogador de futebol da história, Rivelino dividiu o campo de jogo com Pelé e as disputas com o gênio eram sensacionais:

 

 

Tão marcante quanto seu futebol, seu bigode o acompanha desde de sempre e é impossível lembra de Rivelino e excluir o bigode mais moralizador da sua geração, seja com a 10 ou com a 11, esse craque fez história pela seleção e pelos clubes por onde passou, Rivelino se tornou ídolo para Diego Maradona, outro monstro da história do futebol e vai sempre ocupar um lugar na lista dos grandes atletas do futebol.

Quer ver mais lances dessa fera? Confira um pouco de Roberto Rivelino

[playbuzz-item item=”ebe5f0dd-26f8-415c-aa38-3ac3f8ecdfcc” info=”false” wp-pb-id=”521492″]

CONHEÇA A LINHA DE PRODUTOS DO TESTOSTERONA