Atlanta acabou não levando o prêmio de melhor série de comédia no Emmy em 2018, mas isso não quer dizer que ela não seja a melhor série do ano, e não é uma premiação que vai nos convencer do contrário.

Atlanta

Confesso que o gênero de comédia não é um dos meus favoritos, eu prefiro ver bom drama, com personagens intensos e uma trama bem contada, mas Atlanta não é uma série de comédia comum, e apesar de ter elementos de comédia, ela não foi feita pra arrancar gargalhadas do telespectador, na verdade, você vai rir em momentos onde os personagens estão em completo silêncio, acredite!

A grande sacada é que esta é uma série que não se prende a rótulos, e muito menos clichês, portanto não espere por piadas escrachadas e aquelas risadas no fundo.

Atlanta é uma sátira sobre a sociedade

O plano de fundo da série é contar o dia-a-dia de jovens negros tentando sobreviver da melhor forma possível, numa sociedade que não se diz racista, mas discrimina os negros de todas as formas. E o mais legal é que a crítica é feita aos brancos, aos negros, aos ricos, aos pobres, e Atlanta é uma metralhadora de sátira e cinismo episódio atrás de episódio.

Você vai encontrar um humor extremamente ácido, mas muito inteligente, onde situações são exageradas e chegam a parecer ridículas. Na segunda temporada, acompanhamos um episódio inteiro sobre um dos personagens tentando simplesmente cortar o seu cabelo, enquanto coisas surreais acontecem ao seu redor, mostrando que a história em si não é relevante em Atlanta, mas sim a forma como ela é contada.

Você vai adorar cada um dos personagens

Ao acompanhar a tragetória de Earn, sua ex namorada Van, seu primo e rapper Al e seu amigo Darius, você vai percebendo que a série tem um andamento mais lento, a história não anda tanto assim, e os episódios são focados em coisas que acontecem no dia-a-dia.

Os personagens tentam vencer na vida, mas se encontram cada vez mais presos aos seus dramas, sem sem sair do lugar. Por vezes a série dedica um episódio inteiro a cada um dos personagens, tornando-se um verdadeiro deleite pro expectador entender melhor suas crises, suas ambições e suas vontades.

Darius é o meu personagem preferido e sempre ele está em cena Atlanta nos presenteia com situações estranhas (pra dizer o mínimo), e visões bastante peculiares sobre a vida do jovem negro. A série mergulha em situações surreais que te fazem parar pra pensar, é um retrato da nossa sociedade.

Donald Gover e sua mente genial dita o tom crítico da série

Não dá pra falar de Atlanta sem falar de Donald Glover, além de criador e diretor, ele interpreta Earn, um cara que parece fadado ao fracasso, em todas as frentes da sua vida. E Glover usa a série pra compartilhar conosco toda visão crítica que ele tem do mundo. Fazendo humor com temas sérios, nos transportando pra dentro do subúrbio da cidade de Altanta, e mostrando situações corriqueiras com uma genialidade ímpar.

O sétimo episódio da primeira temporada é uma obra prima da televisão, todo o episódio é dedicado a um fictício canal de tevê feito para a comunidade negra, com um programa de entrevistas e reportagens. O episódio recebeu diversos prêmios e pode ser assistido sem que você veja os anteriores, porque trata-se de um mini especial dentro da série, e que não acrescenta nada à história, mas mostra como Atlanta é uma série imperdível!

 



Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Leia também